Carro é encontrado com dois mortos em estrada de Graccho

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Os corpos foram encontrados neste veículo. Foto: Divulgação
Os corpos foram encontrados neste veículo. Foto: Divulgação

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 27/01/2018 às 07:00:00

Dois homens foram encontrados mortos ontem de manhã em uma estrada de areia, no Povoado Tabocas, emGraccho Cardoso (Médio Sertão). Os corpos estavam abandonados nos bancos frontais de um Ford Fiesta branco com placas PDM-8428/PE, com marcas de tiros na cabeça. O carro foi achado na estrada por volta das 5h, quando pessoas que passavam pelo local desconfiaram da presença do veículo em um local tão deserto. Soldados do 10º Batalhão de Polícia Militar (10°BPM) chegaram primeiro ao local e levantaram as informações iniciais.

Segundo informações passadas pelo tenente Brasil, comandante da 2ª Cia do 10º BPM, o veículo teria sido levado até uma estrada de areia de difícil acesso, sem casas por perto.A princípio, os militares identificaram três perfurações no vidro dianteiro. Dentro do carro, porém, foram apreendidas cápsulas de uma pistola calibre 380. No chão, próximo ao veículo, foram encontradas três cápsulas de escopeta calibre 12. Além disso, o rosto de uma das vítimas estava parcialmente desfigurado por um dos tiros.

Os mortos foram identificados pelo Instituto Médico-Legal (IML) como Carlos Eduardo dos Santos Campos, 25 anos, e Isaac Alves da Silva, 26.Tanto os peritos do Instituto de Criminalística quando policiais civis da delegacia local iniciaram os primeiros procedimentos. As investigações serão conduzidas pelo delegado de Graccho Cardoso, Felipe Tocori Queiroz Minas.

 

Outro crime – Também no início da manhã de ontem, um homem foi assassinado próximo ao Loteamento Itacanema, no Parque dos Faróis, em Nossa Senhora do Socorro (Grande Aracaju). De acordo com a PM, o homem identificado como José Ailton dos Santos, 37 anos, foi perseguido por dois criminosos em uma moto e executado com cerca de sete tiros. As circunstâncias do crime ainda são desconhecidas.