Inscrições para comércio no Rasgadinho seguem até amanhã

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 30/01/2018 às 06:07:00

Segue até amanhã o prazo destinado a vendedores ambulantes que desejam trabalhar durante as cinco noites de diversão carnavalesca promovida pelo Festival Brasileiro de Ritmos Rasgadinho. Em parceria firmada com a Prefeitura de Aracaju, por intermédio da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), a Associação Cultural Rasgadinho pede que todos os requerentes compareçam à sede da Acra, na Rua Ribeirópolis, 70, Bairro Suissa, em Aracaju, para a devida entrega da documentação solicitada e efetuar o pagamento da Taxa de Estrutura e Equipamentos. Ao contrário de edições anteriores, este ano apenas os vendedores certificados pela Vigilância Sanitária de Aracaju poderão atuar no evento.

Durante a 15ª Feijoada do Rasgadinho, realizada no último sábado, Cesar Viana, um dos diretores executivos da festa, informou ao Jornal do Dia que essa foi uma das mudanças idealizadas no ano passado e aplicada em 2018 pelo grupo como forma de buscar a qualificação do serviço ofertado ao folião. Paralelo à perspectiva de melhoria operacional e fiscalizatório, a ideia é garantir que a alimentação e bebida comercializada na área do evento não fujam das regras nacionais exigidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Para Cesar, apesar de todo o cuidado realizado pela organização do evento, é preciso que os comerciantes e consumidores denunciem possíveis casos de irregularidade.

 “Temos a honra de dizer que essa festa não é minha, do deputado Robson Viana, tampouco da Prefeitura de Aracaju ou do Governo do Estado; essa festa é do povo, nós só estamos ajudando a melhorar cada vez mais. Para isso, é preciso que todos nos ajudem, colaborando com a ordem pública, curtindo o carnaval na paz e denunciando fatos que imaginem estar indo de contra as exigências”, declarou. Sobre as exigências impostas aos ambulantes, ele garante que, apesar das alterações, não existem mudanças que resultem na inviabilidade de dezenas de famílias atuarem no comércio. Viana destaca que a oportunidade segue disponível a todos.

 “Ficamos extremamente felizes em perceber que o aquecimento econômico do nosso estado durante o Rasgadinho começa justamente da nossa base, de muitos dos moradores dos bairros Getúlio Vargas, Cirurgia e Suissa que se preparam para trabalhar nos dias do Rasgadinho e faturar uma remuneração extra. As mudanças foram para melhorar e não para impossibilitar ninguém de trabalhar neste comércio”, pontuou. Esse prazo destinado para a entrega da documentação segue até às 17h. Após esse horário o candidato fica automaticamente impossibilitado de vender durante os festejos momescos. A direção da ACRA não informou quantos ambulantes devem ser cadastrados.

Esse número apenas deve ser divulgado oficialmente na semana que vem. Sobre os documentos exigidos a organização enaltece que o candidato a ambulante deve se apresentar em posse da respectiva ficha de cadastro, fotos 3x4 do requerente e das pessoas que indicou para trabalhar junto com ele, e originais ou cópias autenticadas de Identidade; CPF; atestado de Antecedentes Criminais; comprovante de residência; e certificado atualizado do curso de Manipulação de Alimentos. Somente o responsável direto pela solicitação deve comparecer ao local indicado. (Milton Alves Júnior)