Polícia Civil faz “Blitz da Paz” pela não-violência

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Os policiais também conversaram com motoristas e passageiros de ônibus. Foto: Divulgação
Os policiais também conversaram com motoristas e passageiros de ônibus. Foto: Divulgação

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 31/01/2018 às 06:52:00

A Polícia Civil realizou ontem a “Blitz da Paz”, em alusão ao Dia Mundial da Não Violência, com o intuito de despertar na população a importância da paz, paciência e prudência não apenas no trânsito, como na resolução de outros conflitos. As blitze foram realizadas em alguns pontos de Aracaju, como também nos municípios de Nossa Senhora do Socorro, Estância, Lagarto e Itabaiana, para a entrega de panfletos educativos.

A delegada do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Tereza Simony, relatou a importância da realização dessa campanha. “É de suma importância esse tipo de campanha no sentido de prevenção. A missão da Polícia Civil é combater o crime, mas não podemos deixar de lado as campanhas preventivas no sentido de conclamar a população para colaborar e ajudar a serem responsáveis também pela paz”, relatou.

O dia 30 de janeiro foi proclamado pela Organização das Nações Unidas (ONU), como o Dia da Não-Violência em homenagem ao pacifista indiano Mahatma Gandhi, assassinado nessa data, em 1948. Por trata-se de uma iniciativa voltada à educação para a paz, a solidariedade e o respeito pelos direitos humanos, os gestores da Polícia Civil escolheram o dia 30 de janeiro para realizar esta campanha.

A Delegada Geral, Katarina Feitoza, falou um pouco sobra a iniciativa: “Todos nós somos responsáveis pela paz. Hoje, no Dia Mundial da Não-Violência, a Polícia Civil resolveu ir às ruas para conclamar a população sergipana a ser mais tolerante, mais respeitosa, que nós todos como cidadãos possamos fazer da nossa vida uma ferramenta pela paz”.

Em uma das blitze, localizada no cruzamento da Avenida Augusto Maynard com rua Itabaiana (Praça Tobias Barreto), muitos motoristas que passaram pelo local receberam os panfletos educativos e parabenizaram a iniciativa. O motorista de ônibus, Elisy Silva, relatou a importância das blize para a segurança no seu trabalho. “É muito importante essas blitze, porque inibe mais os assaltos e a gente trabalha mais tranquilo e seguro”, elogiou.

A coordenadora de Polícia da Capital (CopCal), Viviane Pessoa, que também esteve presente no local, destacou a importância de levar essa mensagem de paz para a sociedade sergipana. “Nós hoje na Polícia Civil temos esse trabalho de prevenção mais forte, com um calendário anual de datas, onde a gente chama para a reflexão, porque o trabalho preventivo evita muitas vezes que você faça um trabalho repressivo, e a segurança publica não é feita só com a polícia, ela é feita também com cada cidadão”, concluiu.