O VELHO ATHENEU RENOVADO

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 04/02/2018 às 00:42:00

O Atheneu Sergipense, por onde passaram tantas gerações, foi um referencia para a educação sergipana. Até que começou a perder o status de eficiência que conquistara. Há dois anos o prédio foi interditado para obras, mas os alunos foram transferidos , e os professores também, para outras escolas. Por esse tempo o Atheneu já dava sinais de que recuperaria a posição, que o fez esnobar, exigindo de alunos transferidos de outros colégios, que se submetessem a um exame de admissão. Agora, as obras do prédio e o grande auditório estão sendo realizadas e há a previsão para que sejam entregues no segundo semestre. Mas enquanto os alunos esperam o retorno surge a constatação de que a qualidade de ensino no Atheneu vem sendo aprimorada, de tal modo que todos os seus alunos que prestaram exame vestibular foram aprovados e os primeiros lugares em medicina ficaram com o Atheneu. Levando-se em conta que o Atheneu é escola pública, há motivos para comemorar duplamente. O Secretário Jorge Carvalho postando em todas as redes, os recordes do Atheneu.

O JORNAL DO DIA E SEUS
13 ANOS DE RESISTENCIA
Escorando o Jornal do Dia, não existem grupos políticos ou econômicos. Também não há políticos no comando da empresa. O jornal é o resultado do esforço conjunto de um grupo de jornalistas que decidiu romper a tradição sergipana e fazer um jornal, não diríamos independente, porque isso seria desmerecer os demais, ( até porque apregoar independência é posição presunçosa e arriscada ) mas, tão somente uma folha capaz de transitar com mais liberdade pelo labirinto de interesses da politica local, e fazer analises menos apegadas ao figurino das conveniências eleitorais passageiras. Dito isso, vale registrar que o Jornal do Dia, conseguiu ultrapassar a fase de provação, e embora outras ¨provações ¨permaneçam, já coloca treze velinhas no seu portfólio de incessantes desafios. E não pensa em transformar-se por completo em virtual. Assim contempla uma expressiva faixa de leitores, que não conseguem fazer a leitura sem apegar-se a um papel.

O MAR LEVANDO A IGREJA E
AS LEIS QUE ATRAPALHAM
Em consequência de um choque de competências e decisões conflitantes, a igrejinha Nossa Senhora da Boa Viagem na Praia do Saco, município de Estancia vive os seus últimos dias antes de ser carregada pelo mar que avança. Tivemos a Super Lua e com ela também o avanço do mar, as chamadas marés de sizígia . Um bloco de pedra que assinala a data da construção e os religiosos que a construíram, já está jogado sobre a praia e o mar o recobre. Entraram no processo ou na contenda o Ministério Público Federal, a Prefeitura de Estancia e a ADEMA. Mas os doutores não chegaram a uma solução que impeça de desaparecer mais um dos nossos tão devastados monumentos históricos. Além de tudo a igrejinha na sua singeleza, é linda. Por tanto desprezarmos a História é que andamos capengando no rumo incerto do futuro.