Família de empresário vai à Justiça contra Energisa

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 06/02/2018 às 00:13:00

Milton Alves Júnior

Advogados da família do comerciante Jaílton Verissimo Cardoso, o 'Jabá'  prometem entrar nos próximos dias com ação junto ao Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe pedindo que a Energisa pague uma indenização em virtude do acidente que resultou na morte do empresário de 39 anos no último dia primeiro de fevereiro. A iniciativa tem como princípio denunciar a empresa pela prática direta de homicídio culposo, pela responsabilização pessoal e também por danos morais e materiais. Victor Medeiros, advogado responsável pela causa, não tratou de números, mas espera que a sentença seja favorável a uma indenização que permaneça pelos próximos 26 anos.

Enquanto a empresa segue lamentando a ocorrência e garantindo que ofereceu à família apoio durante o dia do acidente, Victor alega que Jabá - como era popularmente conhecido - possuía um filho de 12 anos, e que este dependia com exclusividade da assistência financeira da vítima. A fim de dar andamento ao processo de investigação, a Secretaria de Estado da Segurança Pública dará continuidade à coleta de informações a serem obtidas por pessoas que testemunharam o sinistro. Esses depoimentos serão realizados na próxima quinta-feira, 08, na delegacia da Barra dos Coqueiros, município onde a fatalidade foi registrada.

"Além da impiedosa perda de uma pessoa querida e essencial para todos que o cercavam, ele ainda acabou deixando um filho que dependia do rendimento dele para sobrevivência. Por estes motivos, em especial o relacionado ao filho, é que estamos pedindo judicialmente que a indenização seja paga até o ano de 2044, quando Jaílton Verissimo completaria 65 anos", declarou. Sobre esta ação, a Assessoria de Comunicação da Energia informou que não fala sobre o assunto, e que o tema será tratado exclusivamente por profissionais atuantes no departamento jurídico da empresa. A Energisa informou que segue disponível para receber e dialogar os familiares.

Missa - Amanhã será celebrada uma missa de 7º Dia pelo falecimento Jailton. A atividade cristã está prevista para ocorre a partir  das 19h30 na Igreja São Pedro e São Paulo que fica instalada na rua do Bar do Galego, bairro 13 de Julho, em Aracaju, região onde a vítima era proprietária do estabelecimento e trabalhou durante anos.