"Não mediremos esforços para impedir a votação da reforma da Previdência", diz João Daniel

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Manifestação contra a reforma da Previdência
Manifestação contra a reforma da Previdência

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 07/02/2018 às 09:27:00

No retorno aos tra-balhos na Câmara dos Deputados, após recesso parlamentar, o deputado João Daniel (PT) afirmou que a pauta lançada na abertura do ano legislativo pelos presidentes das duas Casas não é a pauta de interesse do povo brasileiro. Ele ressaltou a importância da sociedade seguir mobilizada para tentar barrar essa votação. "Nossa bancada e o nosso mandato não medirão esforços para combater e impedir a votação dessa reforma da Previdência, que atende, unicamente, aos interesses dos bancos e dos grandes capitalistas brasileiros e internacionais", ressaltou o deputado.
Pela manhã, foi realizada reunião da bancada do Partido dos Trabalhadores com senadores e deputados, quando foram debatidas formas de enfrentamento a essa matéria, para impedir que ela seja colocada em pauta. Ficou decidido que a bancada fará obstrução total durante as sessões, até que a PEC da reforma da Previdência seja retirada de pauta.

Na tarde desta terça-feira, o deputado João Daniel participou do Ato Contra a Reforma da Previdência e em Defesa da Democracia, realizado no plenário 2 da Câmara dos Deputados, puxado pela Frente Parlamentar Mista em Defesa da Previdência. Deputados, senadores, movimentos sociais, sindical, trabalhadores e sociedade civil realizaram um debate nesse primeiro dia de sessões sobre essa grande ameaça que tem preocupado a população brasileira.
"Onde tenho andado nesses últimos períodos tenho percebido uma preocupação da população sobre o que está acontecendo no Brasil e o que está se querendo fazer com esta chamada reforma. O governo fez um acordo com os bancos e não aceita o estado ter programas sociais, Previdência pública, saúde pública para todos. Este é um governo que não aceita e não quer ter um estado que debata e que crie políticas pensando nos 200 milhões de brasileiros", disse, ao justificar a importância desse debate que ocorreu durante o ato na Câmara.
Para o deputado, é preciso que a população brasileira como um todo - não só as centrais sindicais e os movimentos sociais - se mobilize e impeça essa maldade que irá levar à falência os pequenos municípios e grande parte da população que envelheceu e que quando precisa do apoio do estado é abandonada. "E o governo gasta milhões com propaganda para dizer que a Previdência está quebrada. O governo se justifica para dar aos bancos e pagar a conta aos que financiaram o golpe contra Dilma e contra os direitos dos brasileiros", frisou.

Ainda em seu pronunciamento na sessão desta terça-feira, dia 6, João Daniel declarou total apoio às iniciativas das centrais sindicais, das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo e de toda militância brasileira que está organizando e participando de grandes mobilizações, em todo país, contra a aprovação da reforma da Previdência. "Precisamos derrotar essa pauta conservadora", enfatizou Daniel.