Deu Sergipe no grande clássico

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Nino Guerreiro marcou o único gol do Sergipe, na vitória sobre o maior rival
Nino Guerreiro marcou o único gol do Sergipe, na vitória sobre o maior rival

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 20/02/2018 às 02:22:00

A liderança do Sergi-pão 2018 virou uma gangorra, ora é o Sergipe ora é o Itabaiana. No momento, o líder de plantão é o Sergipe, que venceu na tarde deste domingo,18, a equipe do Confiança, no maior clássico do futebol sergipano. O único gol da partida foi assinalado por Nino Guerreiro aos 13 minutos da fase final.
Com essa vitória, o Sergipe soma 16 pontos, reconquista a liderança da competição e passa o Itabaiana para a vice-liderança com 15 pontos. De quebra, assegura a vaga antecipada no hexagonal. Domingo, o Sergipe enfrenta o Lagarto na Arena Batistão, enquanto o Confiança vai a Tobias Barreto enfrentar o Amadense.
A derrota aumenta o drama do Confiança. O time proletário é o oitavo colocado com 6 pontos. Está mais próximo da zona do rebaixamento do que do G-6. Na quinta-feira 22, o Confiança vira o foco para a Copa do Nordeste e vai enfrentar o Treze de Campina Grande na Arena Batistão.

O jogo - Pelo que as duas equipes apresentaram em campo o placar de 1x0 não representa a superioridade do Sergipe, que foi mais equipe no primeiro tempo. Na segunda fase, quando o Confiança estava melhor em campo, o time rubro marcou o gol da vitória e reassumiu o domínio do jogo.
Vale salientar que o grande destaque do jogo foi o goleiro Genivaldo, do Confiança, que no primeiro tempo evitou pelo menos três gols certos do Sergipe e na segunda fase ainda fez defesas importantes.
O Sergipe fez um primeiro tempo impecável. Mas, errou sempre na última bola, com os atacantes rubros esbarrando no goleiro Genivaldo. Nessa fase do jogo, o Confiança se mostrou uma equipe perdida, desorientada que não se encontrou em campo e sofreu muito para manter o 0 a 0 no placar. Enquanto Genivaldo era a melhor peça do Confiança, o goleiro Jean, do Sergipe, pouco foi acionado.

No segundo tempo, o Confiança voltou melhor e esteve prestes a marcar. Mas aí, o goleiro rubro mostrou seu valor. Em pelo menos duas oportunidades, Jean evitou a marcação do gol proletário. Mas no momento em que o Confiança dominava o jogo, o Sergipe puxou o contra-ataque pela esquerda. Marinho Donizete lançou Diogo, que cruzou na medida para Nino Guerreiro se antecipar ao goleiro, cabecear e marcar o único gol da partida.
Claudio Francisco foi o árbitro do jogo com uma excelente arbitragem. Os assistentes foram Daniel Vidal e Augusto Lino. A renda da partida somou R$ 186.120,00 com 7.419 pagantes.