Dupla acusada de matar menina de 11 anos em Itabaiana é presa

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Os dois acusados do crime em Itabaiana
Os dois acusados do crime em Itabaiana

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 23/02/2018 às 00:12:00

A Polícia Civil confir-mou ontem a prisão de dois acusados por um latrocínio que terminou com a morte da menina Vitória Menezes Santos, 11 anos, na noite de 31 de dezembro passado,no bairro Sítio Porto, em Itabaiana (Agreste). Policiais da Delegacia Regional de Itabaiana e da Coordenadoria de Polícia Cívil do Interior (Copci), chegaram aos ex-presidiários Djeyson Gomes Rezende, o 'Ralado', 23 anos, e Maxwell Santana Meneses, 25. As prisões aconteceram entre as tardes de terça e de quarta-feira, em cumprimento a mandados de prisão preventiva expedidos pela Justiça.  
As investigações da polícia apontaram que, na noite do crime, os dois suspeitos encontravam-se em posse de armas de fogo e se prepararam para roubar uma motocicleta as margens da BR-235. No momento do crime, Djeyson reconheceu o condutor do veículo e disparou um primeiro tiro, que feriu o braço esquerdo de Fabio Júnior Santos Menezes, 33, que era tio de Vitória. A menina, que estava na garupa e era levada para uma festa de Ano Novo na casa da família, foi atingida no rosto pelo outro disparo e não resistiu.

 O delegado Fábio Santana, responsável pelas investigações, informou que o autor do crime possui grau de parentesco com o dono da moto, tendo o suspeito optado por acabar com a vida do condutor do veículo. "Djeyson mora nas mesmas proximidades que a vítima e tem até um certo parentesco com o condutor da motocicleta, no momento da ação ambos teriam se reconhecido e diante disso ele optou por efetuar esse disparo de repente, na intenção de tirar a vida da vítima" esclareceu o delegado.Após o crime, a dupla pegou a moto de Fábio e fugiu.
Fábio Santana ressalta que ambos os envolvidos negaram a autoria do crime, mas outros indícios certificam os suspeitos como sendo os autores do latrocínio. "Eles negaram a autoria do crime, entretanto, existem outros elementos além do reconhecimento da vítima que nos levou a convicção e o indiciamento da dupla pelo crime de latrocínio que vitimou o condutor da motocicleta e uma criança de 11 anos utilizamos as diversas ferramentas disponíveis, informações, diligências realizadas em campo na cidade de Itabaiana, informações que foram repassadas através de Disque Denúncia e o próprio reconhecimento por parte da vítima foi o que motivou o nosso pedido de prisão preventiva ao poder judiciário, foi acatado, eles estavam foragidos loco após o deferimento iniciamos as diligências para capturá-los, foi o momento que eles retornaram à cidade de Itabaiana e conseguimos lograr êxito e prender essa dupla", ressaltou.
A polícia também confirmou que Djeyson responde a processos por roubo e porte ilegal de arma de fogo; enquanto Maxwell responde a processos por roubo majorado. Ambos são egressos do sistema prisional e devem ser indiciados pelo crime de latrocínio.