Banese assina acordo com a PF para combater fraude bancária eletrônica

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O superintendente de Controladoria do Banese, Aléssio Rezende
O superintendente de Controladoria do Banese, Aléssio Rezende

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 28/02/2018 às 02:32:00

O Banco do Estado de Sergipe (Bane-se) é um dos signatários do acordo de cooperação técnica firmado por 14 bancos do país com a Polícia Federal para combater a fraude bancária eletrônica. Segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), à qual o Banese pertence, o acordo possibilita maior segurança às transações financeiras realizadas através dos canais eletrônicos, uma vez que prevê compartilhamento de informações com a Polícia Federal, que dispõe das mais recentes tecnologias de combate aos crimes eletrônicos.

O convênio regulamenta procedimentos dos bancos para comunicar à Polícia Federal suspeitas ou confirmação de crimes e aborda o compartilhamento de informações sobre movimentação de recursos relacionados a crimes contra instituições financeiras. "Os bancos têm como prática atuar em estreita parceria com governos, polícias e com o poder judiciário para combater crimes trocando informações e propondo novos padrões de proteção", afirma o presidente da Febraban, Murilo Portugal.
Para o superintendente de Controladoria do Banese, Aléssio de Oliveira Rezende, o acordo com a Polícia Federal é de grande importância. "A assinatura do convênio com a Polícia Federal pelo Banco do Estado de Sergipe reforça o compromisso da instituição na colaboração com as autoridades policiais para prevenção e combate às fraudes bancárias. Além disso, o convênio assinado pelo Banese traz maior tranquilidade e segurança aos nossos clientes", acentuou.