Plano de emergência

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
COMITÊ DA PREFEITURA DE ARACAJU FAZ OBRAS PARA CONTER INUNDAÇÕES
COMITÊ DA PREFEITURA DE ARACAJU FAZ OBRAS PARA CONTER INUNDAÇÕES

A coordenação da Defesa Civil mostra as áreas mais críticas
A coordenação da Defesa Civil mostra as áreas mais críticas

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 02/03/2018 às 02:01:00

Desde a quarta-feira (28) a chuva come-çou a cair na capital, como é típico do verão, entretanto, ainda que não tenha ocorrido de forma intensa e apenas alguns eventos pontuais tenham sido registrados na cidade, as equipes do Comitê de Gerenciamento de Crise da Prefeitura de Aracaju vêm se preparando, desde o ano passado, para o período de chuvas mais abundantes, período este que tem início no mês de março. De acordo com o Centro de Meteorologia de Sergipe, a partir do dia 5 há uma previsão de cerca de 400mm de chuva em oito dias, por isso, nesta quinta-feira, , os órgãos integrantes do comitê voltaram a se reunir, como tem sido feito constantemente, para tratar os efeitos antes mesmo que eles aconteçam e, assim, resguardar a população de todo e qualquer possível transtorno.

No início do ano passado, Aracaju sofreu com as fortes chuvas e os moradores de áreas de risco da cidade foram os principais prejudicados. O agravamento dos efeitos só ocorreu porque nos anos anteriores não houve uma ação preventiva, o que não mais acontece. Nesta manhã reuniram-se representantes da Secretaria Municipal da Assistência Social, da Secretaria da Defesa Social e Cidadania (Semdec), através da Defesa Civil e Guarda Municipal de Aracaju (GMA), da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema), da Secretaria de Governo e da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) para reforçar as ações preventivas que já estão em andamento por todos os pontos da cidade, sobretudo os que estão localizados em áreas e risco de alagamento, inundação ou deslizamento de terra.

A partir desta semana, a população será alertada oficialmente sobre o volume de chuva que deverá cair em Aracaju e todo o aparato já está sendo desenvolvido pelas equipes integrantes do comitê. Todas estão de prontidão para eventuais transtornos e fazer valer o clichê necessário de que prevenir é melhor do que remediar. "Desde o ano passado, nós montamos esse gabinete de crise para enfrentamento desses momentos de chuvas intensas. Além de estarmos a postos para prestar os serviços de assistência por toda a cidade, também queremos chamar a atenção com relação ao lixo que é jogado nas ruas e canais. É claro que a Prefeitura tem que cuidar da limpeza da cidade e fazer a manutenção da drenagem, no entanto, se os moradores de Aracaju não fizerem sua parte, esses serviços de nada adiantarão, todas as vezes que chover, as ruas ficarão alagadas porque os canais, bueiros e bocas de lobo estão entupidos do lixo que a própria população joga. Todas as nossas equipes estão acionadas nos casos de emergência e, apesar de termos registros da diminuição dos pontos de alagamento, se comparado ao ano passado, ainda assim, precisamos reforçar as ações", destacou a vice-prefeita e secretária municipal da Assistência Social, Eliane Aquino.

As mudanças climáticas também são pontos de atenção para o comitê. Nos próximos cinco anos, o clima sofrerá as influências do fenômeno La Niña, isso significa que a ocorrência de chuvas será mais intensa do que as vistas no ano passado, por exemplo. Aracaju, por sua vez, ainda convive com outra influência, a das marés, o que contribui para a preocupação relacionada aos canais da cidade e faz com que a Prefeitura fortifique as ações de prevenção como as que vêm sendo realizadas.
"A Defesa Civil continua monitorando as áreas de risco da cidade, justamente para que as equipes se mantenham em alerta e consigam prevenir que transtornos aconteçam. Nós temos um canal direto com a população para situações de emergência, que é o número 199, além do mais recente serviço implantado que é o SMS, meio pelo qual serão enviados alertas e dicas para situações de chuvas intensas, por exemplo. Para ter acesso aos alertas é necessário realizar o cadastro através de mensagem de texto enviada para o número 40199. Nossas equipes estão atentas e à disposição durante as 24h do dia", reforçou o coordenador da Defesa Civil, major Silvio Prado.