Seidh e PGE alinham detalhes do cadastramento das famílias com lideranças do Santa Maria

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 05/03/2018 às 22:55:00

 

Dando continuidade às tratativas com os moradores das ocupações da região do bairro Santa Maria e 17 de março, as equipes técnicas da Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social (Seidh) e da Procuradoria Geral do Estado (PGE) reuniram-se na tarde desta segunda-feira, dia 05, com os líderes das comunidades para alinhar os encaminhamentos para o cadastramento e estudo social das famílias. 
"A partir da próxima quarta-feira (07), a Seidh encaminhará os profissionais para verificar in loco a situação das famílias e validar os cadastros. A reunião de hoje foi fundamental para darmos sequência e cumprimento a tudo que pactuamos", afirmou o secretário Zezinho Sobral.
Já existe um cadastro de 161 famílias na Secretaria de Estado de Infraestrutura. Com o estudo social que será feito pela equipe da Seidh, serão coletados dados para validar esses cadastros. A partir do cruzamento de informações será possível identificar as famílias com perfil apto à inclusão do Programa do Aluguel Social.
"A partir dessa validação, oficiaremos ao Banese para não descontar eventuais dívidas dessas famílias do valor creditado para o aluguel social", alertou Zezinho Sobral. 
Durante a reunião, a Procuradoria Geral do Estado (PGE) informou a viabilidade do pedido de suspensão temporária de dois processos de reintegração de posse, até a conclusão do cadastro e estudo social das famílias para a inserção no programa do Aluguel Social.

Dando continuidade às tratativas com os moradores das ocupações da região do bairro Santa Maria e 17 de março, as equipes técnicas da Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social (Seidh) e da Procuradoria Geral do Estado (PGE) reuniram-se na tarde desta segunda-feira, dia 05, com os líderes das comunidades para alinhar os encaminhamentos para o cadastramento e estudo social das famílias. 
"A partir da próxima quarta-feira (07), a Seidh encaminhará os profissionais para verificar in loco a situação das famílias e validar os cadastros. A reunião de hoje foi fundamental para darmos sequência e cumprimento a tudo que pactuamos", afirmou o secretário Zezinho Sobral.
Já existe um cadastro de 161 famílias na Secretaria de Estado de Infraestrutura. Com o estudo social que será feito pela equipe da Seidh, serão coletados dados para validar esses cadastros. A partir do cruzamento de informações será possível identificar as famílias com perfil apto à inclusão do Programa do Aluguel Social.
"A partir dessa validação, oficiaremos ao Banese para não descontar eventuais dívidas dessas famílias do valor creditado para o aluguel social", alertou Zezinho Sobral. 
Durante a reunião, a Procuradoria Geral do Estado (PGE) informou a viabilidade do pedido de suspensão temporária de dois processos de reintegração de posse, até a conclusão do cadastro e estudo social das famílias para a inserção no programa do Aluguel Social.