Givanildo teve uma semana cheia no Lagarto

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 16/03/2018 às 22:53:00

 

Lanterna da competição, o Lagarto só tem um ponto ganho e necessita vencer uma partida para dar moral ao grupo. Pela primeira vez desde que chegou ao Lagarto Givanildo Sales teve uma "semana cheia" para trabalhar com o grupo. Durante as atividades, Emerson Catarina sentiu dores no tornozelo, mas não foi nada grave e estará à disposição do técnico. Neste sábado o Lagarto enfrenta o Boca Junior no Francão
- Tivemos uma boa semana para trabalhar e fazer um bom jogo neste final de semana. Fizemos trabalhos táticos, de compactação, de posse de bola, de variação tática e eles estão entendendo bem. Espero que a equipe possa se sair bem melhor do que foi contra o Itabaiana e sair com o resultado positivo - afirmou Givanildo Sales.
Enquanto isso, o meia Rafael Bahia sentiu uma fisgada na coxa e de titular passou a ser dúvida. Mesmo assim, ele faz parte da provável equipe que enfrentará o Boca Júnior no Francão, às 15h35 deste sábado, e que está desenhada assim: Camilo, Everaldo, Nivaldo, Lucão e Guto; Rafael Bahia (dúvida), Daniel, Kassio e Danilo Rios; Bruno (Emerson Catarina) e Brasão.
Os atacantes Daisson e Rodrigo Dantas, bem como o zagueiro Ozias, permanecem no departamento médico e não devem voltar na próxima rodada. O treinador terá a volta do lateral-direito Alef.
- Desde o início da semana já começamos a dar uma cara à equipe, definindo os onze que a gente pensa para iniciar o jogo. Infelizmente o Rafael, que estava nos meus planos, se machucou. Ozias e Daisson tenho fé em Deus que conseguiremos utilizar na rodada seguinte, contra o Olímpico - comentou o técnico do Lagarto.
Por enquanto, o Verdão é apenas o quinto colocado e só tem um ponto no hexagonal. Neste sábado, Givanildo Sales aposta em uma variação tática para buscar a primeira vitória na segunda fase do estadual.
- Vamos jogar no 4-4-2 variando para um 4-3-3, dando liberdade aos meus dois meias, o Kássio e o Danilo Rios. Quando um vier por dentro para fazer a armação, o outro passará a ser o terceiro atacante. Fizemos alguns testes durante os treinos e tem dado certo. Então é com essa variação que nós vamos buscar a vitória - explicou Givanildo Sales.

Lanterna da competição, o Lagarto só tem um ponto ganho e necessita vencer uma partida para dar moral ao grupo. Pela primeira vez desde que chegou ao Lagarto Givanildo Sales teve uma "semana cheia" para trabalhar com o grupo. Durante as atividades, Emerson Catarina sentiu dores no tornozelo, mas não foi nada grave e estará à disposição do técnico. Neste sábado o Lagarto enfrenta o Boca Junior no Francão
- Tivemos uma boa semana para trabalhar e fazer um bom jogo neste final de semana. Fizemos trabalhos táticos, de compactação, de posse de bola, de variação tática e eles estão entendendo bem. Espero que a equipe possa se sair bem melhor do que foi contra o Itabaiana e sair com o resultado positivo - afirmou Givanildo Sales.
Enquanto isso, o meia Rafael Bahia sentiu uma fisgada na coxa e de titular passou a ser dúvida. Mesmo assim, ele faz parte da provável equipe que enfrentará o Boca Júnior no Francão, às 15h35 deste sábado, e que está desenhada assim: Camilo, Everaldo, Nivaldo, Lucão e Guto; Rafael Bahia (dúvida), Daniel, Kassio e Danilo Rios; Bruno (Emerson Catarina) e Brasão.
Os atacantes Daisson e Rodrigo Dantas, bem como o zagueiro Ozias, permanecem no departamento médico e não devem voltar na próxima rodada. O treinador terá a volta do lateral-direito Alef.- Desde o início da semana já começamos a dar uma cara à equipe, definindo os onze que a gente pensa para iniciar o jogo. Infelizmente o Rafael, que estava nos meus planos, se machucou. Ozias e Daisson tenho fé em Deus que conseguiremos utilizar na rodada seguinte, contra o Olímpico - comentou o técnico do Lagarto.
Por enquanto, o Verdão é apenas o quinto colocado e só tem um ponto no hexagonal. Neste sábado, Givanildo Sales aposta em uma variação tática para buscar a primeira vitória na segunda fase do estadual.
- Vamos jogar no 4-4-2 variando para um 4-3-3, dando liberdade aos meus dois meias, o Kássio e o Danilo Rios. Quando um vier por dentro para fazer a armação, o outro passará a ser o terceiro atacante. Fizemos alguns testes durante os treinos e tem dado certo. Então é com essa variação que nós vamos buscar a vitória - explicou Givanildo Sales.