Lagarto e Olímpico, um jogão no Paulo Barreto

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Jogadores do Olímpico estão confiantes em uma boa apresentação, mesmo tendo o ex-técnico Givanildo Sales pela frente
Jogadores do Olímpico estão confiantes em uma boa apresentação, mesmo tendo o ex-técnico Givanildo Sales pela frente


Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 23/03/2018 às 22:14:00

 

A quarta rodada do 
"Sergipão loterias 
Caixa 2018" começa neste sábado com um grande jogo no Paulo Barreto de Meneses em Lagarto. Uma rodada que já pode começar a definir posições. Em Lagarto, o time local recebe a vista do invicto olímpico. A partida está marcada para as 15h35 e será o jogo da TV. Quem vencer dará um grande passo para a classificação, enquanto o perdedor estará praticamente dando adeus à classificação.
Considerando-se a expectativa dos torcedores das duas equipes espera-se a presença de uma grande torcida no Paulo Barreto. Não só de torcedores do Lagarto, mas também de torcedores do Olímpico que prometem se deslocar até aquela praça de esporte, para prestigiar o Dragão da Zona Sul. 
Trunfo - Ninguém mais do que o treinador do Lagarto para falar sobre o Olímpico. Foi Givanildo Sales, quem classificou a equipe de Itabaianinha deforma invicta e trocou de equipes. Agora ele enfrenta o seu ex- clube.  Ele considere esse fato como um grande trunfo: "Vamos enfrentar uma grande equipe, que eu montei, eu conheço bem e que não se entrega em momento algum", afirma o técnico do Verdão do interior.
O técnico do Lagarto, Givanildo Sales, não poderá contar com o meio-campista Rafael Bahia. O jogador terá que cumprir suspensão automática, pelo terceiro cartão amarelo. Ribeiro é o mais cotado para ser o se substituto.
Pelo que deixou transparecer durante os treinamentos na semana, Givanildo Sales deve colocar em campo a seguinte formação: Camilo; Everaldo, Nivaldo, Lucão e Guto; Daniel, Bruninho, Ribeiro e Danilo Rios; Brasão e Kássio.
Para Givanildo Sales, o jogo contra o Olímpico será uma decisão. Se o time esmeraldino vencer, decide a vaga na final, no último confronto contra o Sergipe, no Batistão.
O Lagarto tem quatro pontos ganhos e vai enfrentar o Olímpico que tem três pontos. Uma vitória do Olímpico a equipe vai a seis pontos, supera o adversário e encosta nos líderes. No entanto, uma vitória do Lagarto leva a equipe alviverde a sete pontos e o deixa em condições de definir a vaga no último jogo contra o Sergipe.
O grande trunfo do Olímpico é o fato da invencibilidade. A equipe de Itabaianinha não perde um jogo oficial desde outubro de 2016, já são 27 partidas de invencibilidade. O treinador Índio continuou com o mesmo esquema de jogo. O time se retrai no seu campo e quando tem a bola dominada, parte em velocidade procurando surpreender os adversários.
- É um esquema que vem dando certo e não vejo porque modificar a forma do nosso time jogar. Será uma partida difícil. O Lagarto cresceu muito na competição e jogo com apoio da sua torcida", comenta o treinador Índio Ferreira.   
Lagarto e Olímpico jogam neste sábado no estádio Paulo Barreto, em Lagarto às 15h35 e terá um trio alagoano no apito. O árbitro central será Denis da Silva Serafim (AL). Os assistentes serão: Lennon Farias Paes (AL) e Ana Paula dos Santos (AL).

A quarta rodada do  "Sergipão loterias  Caixa 2018" começa neste sábado com um grande jogo no Paulo Barreto de Meneses em Lagarto. Uma rodada que já pode começar a definir posições. Em Lagarto, o time local recebe a vista do invicto olímpico. A partida está marcada para as 15h35 e será o jogo da TV. Quem vencer dará um grande passo para a classificação, enquanto o perdedor estará praticamente dando adeus à classificação.
Considerando-se a expectativa dos torcedores das duas equipes espera-se a presença de uma grande torcida no Paulo Barreto. Não só de torcedores do Lagarto, mas também de torcedores do Olímpico que prometem se deslocar até aquela praça de esporte, para prestigiar o Dragão da Zona Sul. 
Trunfo - Ninguém mais do que o treinador do Lagarto para falar sobre o Olímpico. Foi Givanildo Sales, quem classificou a equipe de Itabaianinha deforma invicta e trocou de equipes. Agora ele enfrenta o seu ex- clube.  Ele considere esse fato como um grande trunfo: "Vamos enfrentar uma grande equipe, que eu montei, eu conheço bem e que não se entrega em momento algum", afirma o técnico do Verdão do interior.
O técnico do Lagarto, Givanildo Sales, não poderá contar com o meio-campista Rafael Bahia. O jogador terá que cumprir suspensão automática, pelo terceiro cartão amarelo. Ribeiro é o mais cotado para ser o se substituto.
Pelo que deixou transparecer durante os treinamentos na semana, Givanildo Sales deve colocar em campo a seguinte formação: Camilo; Everaldo, Nivaldo, Lucão e Guto; Daniel, Bruninho, Ribeiro e Danilo Rios; Brasão e Kássio.
Para Givanildo Sales, o jogo contra o Olímpico será uma decisão. Se o time esmeraldino vencer, decide a vaga na final, no último confronto contra o Sergipe, no Batistão.
O Lagarto tem quatro pontos ganhos e vai enfrentar o Olímpico que tem três pontos. Uma vitória do Olímpico a equipe vai a seis pontos, supera o adversário e encosta nos líderes. No entanto, uma vitória do Lagarto leva a equipe alviverde a sete pontos e o deixa em condições de definir a vaga no último jogo contra o Sergipe.
O grande trunfo do Olímpico é o fato da invencibilidade. A equipe de Itabaianinha não perde um jogo oficial desde outubro de 2016, já são 27 partidas de invencibilidade. O treinador Índio continuou com o mesmo esquema de jogo. O time se retrai no seu campo e quando tem a bola dominada, parte em velocidade procurando surpreender os adversários.
- É um esquema que vem dando certo e não vejo porque modificar a forma do nosso time jogar. Será uma partida difícil. O Lagarto cresceu muito na competição e jogo com apoio da sua torcida", comenta o treinador Índio Ferreira.   
Lagarto e Olímpico jogam neste sábado no estádio Paulo Barreto, em Lagarto às 15h35 e terá um trio alagoano no apito. O árbitro central será Denis da Silva Serafim (AL). Os assistentes serão: Lennon Farias Paes (AL) e Ana Paula dos Santos (AL).