Encontro de Contadores de Histórias fomenta literatura inclusiva

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 23/03/2018 às 22:20:00

 

Com o intuito de estimular o desenvolvimento da literatura inclusiva em Sergipe, a Secretaria de Estado da Cultura (Secult), por meio da Biblioteca Pública Infantil, realizou nesta sexta-feira, 23, a abertura do VIII Encontro de Contadores de Histórias de Sergipe, no auditório da Biblioteca Pública Epifânio Dória. O tema desta edição "Minhas, Suas, Nossas Histórias" será retratado hoje e amanhã, 24, por meio de mesas redondas e oficinas.
O Superintendente Executivo da Secult, Irineu Fontes, participa do evento pela 3ª vez e ressalta que o Encontro só tende a crescer. "A Biblioteca Infantil vem se empenhando bastante nesse papel de contar histórias e trazer pessoas importantes para discutir essa forma de leitura. Também é interessante ver que já existem novos talentos entrando nesse mercado, fazendo pesquisas e inventando novos formatos", disse.
A diretora da Biblioteca Pública Infantil, Cláudia Stocker, comemora o sucesso do primeiro dia e ressalta que a programação foi preparada para contadores e educadores de Sergipe. "Nesses dois dias de evento, teremos discussões, mesas redondas, apresentações e a feira literária com a divulgação de vários livros com autores sergipanos e de todo o Brasil". A gestora também destaca a novidade desta edição, que é a mesa inclusiva. "Sentimos a necessidade das escolas e bibliotecas, de levar literatura especial para os deficientes. Então trouxemos convidados que viveram essas dificuldades e deram a volta por cima por meio da leitura", salientou.
O Encontro iniciou com uma apresentação cultural constituída pelas colaboradoras da Biblioteca. Logo após, abriu-se o momento para discussões em cima do tema "De todos para todos: a contação de histórias inclusiva" em forma de mesa redonda. Participaram do debate, o Prof. Me. Marcos Batinga Ferro, Prof. Juliana Fraga Santos, Prof. Me. Margarida Maria Teles, o Vereador Lucas Aribé e o Professor Geraldo Ferreira Filho. "Quero parabenizar o Governo do Estado, por meio da Biblioteca Infantil, de realizar um debate tão importante como esse. Fiquei feliz em contribuir e trazer minhas experiências de vida no que se refere à literatura inclusiva", evidenciou o vereador Lucas Aribé.
Paralelo ao Encontro, acontece a tradicional Feira Literária, com a presença de escritores da literatura infanto-juvenil de Sergipe. Neste ano o evento conta com a presença da Editora Mundo Leitura (AL), da escritora Claudia Lins; das escritoras de MG - Leda Gonzaga e Fátima Coelho; Sunny (SP) e Celina Bezerra (BA); com livros que retratam histórias inclusivas, entre outros.
"Esse momento de compartilhamento e conhecimento é muito importante para os autores e pessoas que trabalham diretamente com o público infantil. No meu livro - Bruna: uma amiga Down mais que especial - conto a história de uma menina com síndrome de Down e sua relação com colegas e professora no ambiente escolar. Um livro que leva inclusão, respeito, amor e mostra formas para que o mundo se torne cada vez mais inclusivo" disse a escritora Celina Bezerra.
 
A programação continua neste sábado, 24, com as seguintes atividades:
8h - Momento Cultural
8h30 - Mesa Redonda - A Contação de Histórias e o Resgate Cultural
- Contos que Encantam - IkechukwuSundayNkeechi (Sunny) - Contador de Histórias e Escritor (SP-Nigéria)
- Aglaé D'ávila Fontes - Professora, Folclorista e Escritora
- A Contação de História como Instrumento de Preservação da Memória Individual e Coletiva - Prof. Me. Sara Rogéria Santos Barbosa - SE
- Mediadora: Cláudia Stocker
 
11h - Debate
12h - Intervalo para Almoço
14h às 17h - Ciranda de Histórias aberta ao Público (Auditório da Biblioteca Pública Epifânio Dória)
- Momento Cultural
- Apresentações dos Contadores de Histórias

Com o intuito de estimular o desenvolvimento da literatura inclusiva em Sergipe, a Secretaria de Estado da Cultura (Secult), por meio da Biblioteca Pública Infantil, realizou nesta sexta-feira, 23, a abertura do VIII Encontro de Contadores de Histórias de Sergipe, no auditório da Biblioteca Pública Epifânio Dória. O tema desta edição "Minhas, Suas, Nossas Histórias" será retratado hoje e amanhã, 24, por meio de mesas redondas e oficinas.
O Superintendente Executivo da Secult, Irineu Fontes, participa do evento pela 3ª vez e ressalta que o Encontro só tende a crescer. "A Biblioteca Infantil vem se empenhando bastante nesse papel de contar histórias e trazer pessoas importantes para discutir essa forma de leitura. Também é interessante ver que já existem novos talentos entrando nesse mercado, fazendo pesquisas e inventando novos formatos", disse.
A diretora da Biblioteca Pública Infantil, Cláudia Stocker, comemora o sucesso do primeiro dia e ressalta que a programação foi preparada para contadores e educadores de Sergipe. "Nesses dois dias de evento, teremos discussões, mesas redondas, apresentações e a feira literária com a divulgação de vários livros com autores sergipanos e de todo o Brasil". A gestora também destaca a novidade desta edição, que é a mesa inclusiva. "Sentimos a necessidade das escolas e bibliotecas, de levar literatura especial para os deficientes. Então trouxemos convidados que viveram essas dificuldades e deram a volta por cima por meio da leitura", salientou.
O Encontro iniciou com uma apresentação cultural constituída pelas colaboradoras da Biblioteca. Logo após, abriu-se o momento para discussões em cima do tema "De todos para todos: a contação de histórias inclusiva" em forma de mesa redonda. Participaram do debate, o Prof. Me. Marcos Batinga Ferro, Prof. Juliana Fraga Santos, Prof. Me. Margarida Maria Teles, o Vereador Lucas Aribé e o Professor Geraldo Ferreira Filho. "Quero parabenizar o Governo do Estado, por meio da Biblioteca Infantil, de realizar um debate tão importante como esse. Fiquei feliz em contribuir e trazer minhas experiências de vida no que se refere à literatura inclusiva", evidenciou o vereador Lucas Aribé.
Paralelo ao Encontro, acontece a tradicional Feira Literária, com a presença de escritores da literatura infanto-juvenil de Sergipe. Neste ano o evento conta com a presença da Editora Mundo Leitura (AL), da escritora Claudia Lins; das escritoras de MG - Leda Gonzaga e Fátima Coelho; Sunny (SP) e Celina Bezerra (BA); com livros que retratam histórias inclusivas, entre outros.
"Esse momento de compartilhamento e conhecimento é muito importante para os autores e pessoas que trabalham diretamente com o público infantil. No meu livro - Bruna: uma amiga Down mais que especial - conto a história de uma menina com síndrome de Down e sua relação com colegas e professora no ambiente escolar. Um livro que leva inclusão, respeito, amor e mostra formas para que o mundo se torne cada vez mais inclusivo" disse a escritora Celina Bezerra. A programação continua neste sábado, 24, com as seguintes atividades:
8h - Momento Cultural
8h30 - Mesa Redonda - A Contação de Histórias e o Resgate Cultural
- Contos que Encantam - IkechukwuSundayNkeechi (Sunny) - Contador de Histórias e Escritor (SP-Nigéria)
- Aglaé D'ávila Fontes - Professora, Folclorista e Escritora
- A Contação de História como Instrumento de Preservação da Memória Individual e Coletiva - Prof. Me. Sara Rogéria Santos Barbosa - SE
- Mediadora: Cláudia Stocker 11h - Debate
12h - Intervalo para Almoço
14h às 17h - Ciranda de Histórias aberta ao Público (Auditório da Biblioteca Pública Epifânio Dória)
- Momento Cultural
- Apresentações dos Contadores de Histórias