Acusada de fraudes contra seguro DPVAT é presa pela Polícia Civil em Barra dos Coqueiros

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 26/03/2018 às 22:11:00

 

Policiais da Delegacia de Defraudações deram ontem cumprimento ao mandado de prisão preventiva em desfavor da auxiliar de dentista Valesca Gomes da Silva, 26, acusada de participar de diversas fraudes praticadas contra o seguro de trânsito DPVAT. A detenção ocorreu na própria residência na Barra dos Coqueiros.
De acordo com as investigações, coordenadas pela delegada Rosana Freitas, Valesca atuava como cooptadora, pegando dados pessoais e contas bancárias de terceiros, os quais eram usados para fraudar documentos e fazer requerimentos de indenização junto ao Seguro DPVAT, baseados em acidentes que nunca existiram.
As investigações que duraram oito meses estimam que os golpes que contaram com a participação de Valesca tenham gerado prejuízos em torno de R$ 100 mil para a Seguradora Líder, responsável por noticiar o caso na Delegacia de Defraudações. A delegada ressalta ainda que a acusada não atuava sozinha e que outros membros da associação criminosa estão sendo procurados.

Policiais da Delegacia de Defraudações deram ontem cumprimento ao mandado de prisão preventiva em desfavor da auxiliar de dentista Valesca Gomes da Silva, 26, acusada de participar de diversas fraudes praticadas contra o seguro de trânsito DPVAT. A detenção ocorreu na própria residência na Barra dos Coqueiros.
De acordo com as investigações, coordenadas pela delegada Rosana Freitas, Valesca atuava como cooptadora, pegando dados pessoais e contas bancárias de terceiros, os quais eram usados para fraudar documentos e fazer requerimentos de indenização junto ao Seguro DPVAT, baseados em acidentes que nunca existiram.
As investigações que duraram oito meses estimam que os golpes que contaram com a participação de Valesca tenham gerado prejuízos em torno de R$ 100 mil para a Seguradora Líder, responsável por noticiar o caso na Delegacia de Defraudações. A delegada ressalta ainda que a acusada não atuava sozinha e que outros membros da associação criminosa estão sendo procurados.