CPI do Lixo aprova os 6 requerimentos de Elber Batalha

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O vereador Élber Batalha durante sessão da Câmara
O vereador Élber Batalha durante sessão da Câmara

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 04/04/2018 às 07:03:00

 

A terceira reunião da CPI do Lixo aconteceu na tarde desta terça-feira, 03 de março, no plenário da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), onde foram discutidos requerimentos para o andamento da CPI.
O vereador Elber Batalha (PSB), único membro da oposição que faz parte da CPI, tinha dado entrada em seis requerimentos para que alguns órgãos enviassem documentos e até mesmo pessoas para prestarem esclarecimentos à comissão. Todos os seus requerimentos foram aprovados. O líder do PSB na Câmara ainda apresentou outro requerimento para que os delegados Daniele Garcia e Gabriel Nogueira, ambos responsáveis pelo inquérito que originou a 'Operação Babel', vão até a CPI do Lixo depor, juntamente com alguns servidores de Emsurb que faziam a medição do Lixo. "O grande escândalo que envolve a coleta de lixo em Aracaju está na forma da pesagem. Esses servidores, que na polícia denunciaram a forma fraudulenta como esse Lixo era pesado, precisam vir até a Câmara depor na CPI", entende o vereador.
Elber também faz um apelo para que os aracajuanos não deixem de acompanhar e cobrar transparência na CPI do Lixo. "Pasmem os senhores que só conseguimos que a CPI fosse transmitida ao vivo pela TV Câmara após uma liminar da oposição da Casa na justiça. A CPI do Lixo não pode ser travada ou escondida por causa da vontade do prefeito Edvaldo Nogueira em não querer esclarecer os escândalos que envolvem suas gestões. Precisa haver uma pressão popular para que a CPI do Lixo não seja colocada para debaixo do tapete".

A terceira reunião da CPI do Lixo aconteceu na tarde desta terça-feira, 03 de março, no plenário da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), onde foram discutidos requerimentos para o andamento da CPI.
O vereador Elber Batalha (PSB), único membro da oposição que faz parte da CPI, tinha dado entrada em seis requerimentos para que alguns órgãos enviassem documentos e até mesmo pessoas para prestarem esclarecimentos à comissão. Todos os seus requerimentos foram aprovados. O líder do PSB na Câmara ainda apresentou outro requerimento para que os delegados Daniele Garcia e Gabriel Nogueira, ambos responsáveis pelo inquérito que originou a 'Operação Babel', vão até a CPI do Lixo depor, juntamente com alguns servidores de Emsurb que faziam a medição do Lixo. "O grande escândalo que envolve a coleta de lixo em Aracaju está na forma da pesagem. Esses servidores, que na polícia denunciaram a forma fraudulenta como esse Lixo era pesado, precisam vir até a Câmara depor na CPI", entende o vereador.
Elber também faz um apelo para que os aracajuanos não deixem de acompanhar e cobrar transparência na CPI do Lixo. "Pasmem os senhores que só conseguimos que a CPI fosse transmitida ao vivo pela TV Câmara após uma liminar da oposição da Casa na justiça. A CPI do Lixo não pode ser travada ou escondida por causa da vontade do prefeito Edvaldo Nogueira em não querer esclarecer os escândalos que envolvem suas gestões. Precisa haver uma pressão popular para que a CPI do Lixo não seja colocada para debaixo do tapete".