Ao Itabaiana só a vitória interessa na decisão

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 12/04/2018 às 07:10:00

 

Ao time do Itabaiana não resta outra saída. É vencer ou vencer, se quiser ser campeão sergipano, no próximo sábado. Nenhum outro resultado interessa ao Tricolor que não seja a vitória. Já o adversário serrano pode até ser campeão com um um empate. Então, o Itabaiana não poderá ter outro resultado que não seja a vitória, no jogo do próximo sábado na Arena Batistão, às 16h30.
E os jogadores do Tremendão estão focados para buscar o título fora de casa. O lateral-esquerdo Juninho aproveitou para convocar a torcida também.
- Vamos manter o foco, trabalhar bem essa semana para que possamos sair vitoriosos, o que não é impossível. Queria dizer ao nosso torcedor que vá nos apoiar, vibrar conosco que com certeza sairemos com o tão sonhado título - destacou Juninho.
Nos últimos dois anos, o Itabaiana era dono da vantagem e perdeu o título dentro de casa. Este ano é diferente, o Itabaiana tem que vencer e ainda faz o jogo final na casa do adversário. No primeiro jogo, o time até tentou reverter a situação, mas não conseguiu e terminou empatando em 1x1.  
Em 2016, contra o mesmo Sergipe, o Itabaiana perdeu a primeira partida no Batistão por 1 a 0 e foi vice-campeão após empatar em 1 a 1 no Mendonção. Este ano, a ordem dos duelos está invertida. No primeiro confronto, um gol para cada em Itabaiana.
Agora, em Aracaju, o Tricolor da Serra vai lutar até o fim, segundo o meia Igor Alves, para voltar para casa com o troféu do estadual que já "bateu na trave" nos dois últimos anos. Vale lembrar que este ano o Itabaiana está invicto contra o Sergipe, foram duas vitórias e um empate até o momento.
- Sabemos que no último jogo da final nós temos que ter um diferencial, um algo a mais. Nossa única alternativa é vencer o jogo. Temos que continuar criando nossas oportunidades e conseguir convertê-las em gol, nos mantendo atentos para não sermos surpreendidos nos contra-ataques. Como no primeiro jogo, não vai faltar luta e garra até o fim - afirmou Igor Alves.

Ao time do Itabaiana não resta outra saída. É vencer ou vencer, se quiser ser campeão sergipano, no próximo sábado. Nenhum outro resultado interessa ao Tricolor que não seja a vitória. Já o adversário serrano pode até ser campeão com um um empate. Então, o Itabaiana não poderá ter outro resultado que não seja a vitória, no jogo do próximo sábado na Arena Batistão, às 16h30.
E os jogadores do Tremendão estão focados para buscar o título fora de casa. O lateral-esquerdo Juninho aproveitou para convocar a torcida também.
- Vamos manter o foco, trabalhar bem essa semana para que possamos sair vitoriosos, o que não é impossível. Queria dizer ao nosso torcedor que vá nos apoiar, vibrar conosco que com certeza sairemos com o tão sonhado título - destacou Juninho.
Nos últimos dois anos, o Itabaiana era dono da vantagem e perdeu o título dentro de casa. Este ano é diferente, o Itabaiana tem que vencer e ainda faz o jogo final na casa do adversário. No primeiro jogo, o time até tentou reverter a situação, mas não conseguiu e terminou empatando em 1x1.  
Em 2016, contra o mesmo Sergipe, o Itabaiana perdeu a primeira partida no Batistão por 1 a 0 e foi vice-campeão após empatar em 1 a 1 no Mendonção. Este ano, a ordem dos duelos está invertida. No primeiro confronto, um gol para cada em Itabaiana.
Agora, em Aracaju, o Tricolor da Serra vai lutar até o fim, segundo o meia Igor Alves, para voltar para casa com o troféu do estadual que já "bateu na trave" nos dois últimos anos. Vale lembrar que este ano o Itabaiana está invicto contra o Sergipe, foram duas vitórias e um empate até o momento.
- Sabemos que no último jogo da final nós temos que ter um diferencial, um algo a mais. Nossa única alternativa é vencer o jogo. Temos que continuar criando nossas oportunidades e conseguir convertê-las em gol, nos mantendo atentos para não sermos surpreendidos nos contra-ataques. Como no primeiro jogo, não vai faltar luta e garra até o fim - afirmou Igor Alves.