Meteorologia prevê 48 horas de chuvas

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 13/04/2018 às 08:17:00

 

O Centro de Meteorologia do Estado de Sergipe prevê para as próximas 48 horas mais instabilidade climática em todas as cidades pertencentes à Grande Aracaju. Durante todo o dia de ontem as tradicionais chuvas de outono, atrelada às rajadas de vento, contribuíram para alagar ruas e avenidas, transbordar canais, derrubar árvores e provocar um verdadeiro gargalo no fluxo de veículos. Paralelo às ações da natureza, colisões automotivas sem registro de vítimas graves também contribuíram para a abrangência dos congestionamentos em variados pontos da região metropolitana de Aracaju. Equipes de resgate do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil seguem monitorando os pontos de vulnerabilidade a fim de evitar sinistros.
Assim como ocorre há mais de 30 anos em dias de chuvas intensas, já nas primeiras horas de ontem ruas da zona Sul, em especial nos bairros Santa Maria, Mosqueiro e 17 de Março apresentaram inundações em vários pontos. Situação semelhante às avenidas Heráclito Rollemberg, Augusto Franco e Euclides Figueiredo, nas zonas Norte e sul da capital. Falando-se em problema antigo, quem também voltou a registrar precariedade do sistema foi a canal da Avenida Airton Teles que corria risco de transbordamento no início da tarde. De acordo com o meteorologista Overlan Amaral, sinais indicando possibilidade de chuva vinha sendo apresentadas desde a semana passada.
Para este final de semana a previsão é de chuva também em áreas mais isoladas nas demais regiões do Estado. Até a noite de ontem o clima chuvoso seguia concentrado na região litoral e se estendendo para o agreste. Para a manhã de hoje a perspectiva é que municípios localizados no alto sertão comecem a se deparar com pancadas de chuva. "Essas chuvas marcam o início do período chuvoso do ano. Assim como ocorreu no ano passado quando as chuvas iniciaram de forma mais constante no mês de abril e seguiram até o mês de setembro, é possível que essas ações naturais estejam mais constantes no dia-a-dia dos sergipanos a partir de agora", declarou.
Essas chuvas devem apresentar volumes em torno de 20 a 50 milímetros, se concentrando nos períodos da madrugada e início da manhã. Sobre o problema enfrentado por contribuintes que residem próximo às canais, a Prefeitura de Aracaju solicita que os moradores denunciem pessoas que promovem diariamente descartes irregular de lixo nessas áreas. De acordo com o Artigo 54 da Lei nº 9.605, de 12 de Fevereiro de 1998, causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que resultem ou possam resultar em danos à saúde humana, ou que provoquem a mortandade de animais ou a destruição significativa da flora configura-se em crime passível de reclusão, de um a quatro anos, e multa.
Mudanças - Em virtude das fortes chuvas, a Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) informou na tarde de ontem que a manutenção corretiva que aconteceria hoje em várias localidades de Aracaju e Grande Aracaju está suspensa. A Deso irá reprogramar a manutenção e informará com antecedência a nova data. Sendo assim, os bairros: Aeroporto, Augusto Franco, Aloque, Alto da Jaqueira, Atalaia, Aruana, Povoado Areia Branca, Bugio, Capucho, Castelo Branco, Centro Administrativo, Cidade Nova, Cirurgia, Centro, Coqueiral, Coroa do Meio, DIA, 18 do Forte, Farolândia, Jabotiana, Jardins, Jardim Centenário, Getúlio Vargas, Grageru, terão fornecimento de água normalmente nesta sexta.
O mesmo procedimento ocorre com os bairros: Industrial, Inácio Barbosa, Japãozinho, Jetimana, Lamarão, Luzia, Médici, Mosqueiro, Olaria, Orlando Dantas, Parque São José, Palestina, Parque dos Coqueiros, Pereira Lobo, Ponta da Asa, Porto Dantas, Ponto Novo, Robalo, Salgado Filho, Sanatório, Santo Antônio, Santa Lúcia, Santa Maria, Santa Tereza, Santos Dumont, São Conrado, São José, Sol Nascente, Soledade e Suissa.

O Centro de Meteorologia do Estado de Sergipe prevê para as próximas 48 horas mais instabilidade climática em todas as cidades pertencentes à Grande Aracaju. Durante todo o dia de ontem as tradicionais chuvas de outono, atrelada às rajadas de vento, contribuíram para alagar ruas e avenidas, transbordar canais, derrubar árvores e provocar um verdadeiro gargalo no fluxo de veículos. Paralelo às ações da natureza, colisões automotivas sem registro de vítimas graves também contribuíram para a abrangência dos congestionamentos em variados pontos da região metropolitana de Aracaju. Equipes de resgate do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil seguem monitorando os pontos de vulnerabilidade a fim de evitar sinistros.
Assim como ocorre há mais de 30 anos em dias de chuvas intensas, já nas primeiras horas de ontem ruas da zona Sul, em especial nos bairros Santa Maria, Mosqueiro e 17 de Março apresentaram inundações em vários pontos. Situação semelhante às avenidas Heráclito Rollemberg, Augusto Franco e Euclides Figueiredo, nas zonas Norte e sul da capital. Falando-se em problema antigo, quem também voltou a registrar precariedade do sistema foi a canal da Avenida Airton Teles que corria risco de transbordamento no início da tarde. De acordo com o meteorologista Overlan Amaral, sinais indicando possibilidade de chuva vinha sendo apresentadas desde a semana passada.
Para este final de semana a previsão é de chuva também em áreas mais isoladas nas demais regiões do Estado. Até a noite de ontem o clima chuvoso seguia concentrado na região litoral e se estendendo para o agreste. Para a manhã de hoje a perspectiva é que municípios localizados no alto sertão comecem a se deparar com pancadas de chuva. "Essas chuvas marcam o início do período chuvoso do ano. Assim como ocorreu no ano passado quando as chuvas iniciaram de forma mais constante no mês de abril e seguiram até o mês de setembro, é possível que essas ações naturais estejam mais constantes no dia-a-dia dos sergipanos a partir de agora", declarou.
Essas chuvas devem apresentar volumes em torno de 20 a 50 milímetros, se concentrando nos períodos da madrugada e início da manhã. Sobre o problema enfrentado por contribuintes que residem próximo às canais, a Prefeitura de Aracaju solicita que os moradores denunciem pessoas que promovem diariamente descartes irregular de lixo nessas áreas. De acordo com o Artigo 54 da Lei nº 9.605, de 12 de Fevereiro de 1998, causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que resultem ou possam resultar em danos à saúde humana, ou que provoquem a mortandade de animais ou a destruição significativa da flora configura-se em crime passível de reclusão, de um a quatro anos, e multa.
Mudanças - Em virtude das fortes chuvas, a Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) informou na tarde de ontem que a manutenção corretiva que aconteceria hoje em várias localidades de Aracaju e Grande Aracaju está suspensa. A Deso irá reprogramar a manutenção e informará com antecedência a nova data. Sendo assim, os bairros: Aeroporto, Augusto Franco, Aloque, Alto da Jaqueira, Atalaia, Aruana, Povoado Areia Branca, Bugio, Capucho, Castelo Branco, Centro Administrativo, Cidade Nova, Cirurgia, Centro, Coqueiral, Coroa do Meio, DIA, 18 do Forte, Farolândia, Jabotiana, Jardins, Jardim Centenário, Getúlio Vargas, Grageru, terão fornecimento de água normalmente nesta sexta.
O mesmo procedimento ocorre com os bairros: Industrial, Inácio Barbosa, Japãozinho, Jetimana, Lamarão, Luzia, Médici, Mosqueiro, Olaria, Orlando Dantas, Parque São José, Palestina, Parque dos Coqueiros, Pereira Lobo, Ponta da Asa, Porto Dantas, Ponto Novo, Robalo, Salgado Filho, Sanatório, Santo Antônio, Santa Lúcia, Santa Maria, Santa Tereza, Santos Dumont, São Conrado, São José, Sol Nascente, Soledade e Suissa.