Nova FSJJ promove 2ª etapa do estadual

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 16/04/2018 às 05:59:00

 

A recém fundada Federação Sergipana de Jiu-jítsu (FSJJ), promove neste domingo 15, no ginásio de esportes Constâncio Vieira mais uma competição da modalidade. A 2ª. Etapa do Circuito Sergipano de Jiu-jítsu, competição que vai distribuir uma farta premiação em dinheiro, em passagens aéreas e em outros brindes.
Para o presidente da entidade, Rodrigo Barbosa, a nova FSJJ veio para revolucionar o Jiu-jítsu em Sergipe e se transformar em uma entidade diferenciada, voltada ao apoio e promoção dos seus federados.
- Essa federação surgiu devido à necessidade dos atletas de lutar por seus objetivos, abrindo espaços para participar das competições nacionais e internacionais. Não tínhamos organização. Então os atletas se reuniram e fundaram essa nova entidade e- disse Rodrigo Barbosa.
O presidente revela que foi a primeira entidade criada de forma democrática, com eleições diretas e admite que será a melhor do estado. 
- Existem outras federações sim. Mas infelizmente, essas federações não estavam servindo aos atletas, da mesma forma que a nossa federação se propõe a servir. Fazemos prestações de contas ao final de cada evento. As competições têm premiações boas. Reconhecemos a participação feminina no esporte, com premiações iguais. A nossa federação veio para acertar onde as outras erraram-conta.

A recém fundada Federação Sergipana de Jiu-jítsu (FSJJ), promove neste domingo 15, no ginásio de esportes Constâncio Vieira mais uma competição da modalidade. A 2ª. Etapa do Circuito Sergipano de Jiu-jítsu, competição que vai distribuir uma farta premiação em dinheiro, em passagens aéreas e em outros brindes.
Para o presidente da entidade, Rodrigo Barbosa, a nova FSJJ veio para revolucionar o Jiu-jítsu em Sergipe e se transformar em uma entidade diferenciada, voltada ao apoio e promoção dos seus federados.
- Essa federação surgiu devido à necessidade dos atletas de lutar por seus objetivos, abrindo espaços para participar das competições nacionais e internacionais. Não tínhamos organização. Então os atletas se reuniram e fundaram essa nova entidade e- disse Rodrigo Barbosa.O presidente revela que foi a primeira entidade criada de forma democrática, com eleições diretas e admite que será a melhor do estado. 
- Existem outras federações sim. Mas infelizmente, essas federações não estavam servindo aos atletas, da mesma forma que a nossa federação se propõe a servir. Fazemos prestações de contas ao final de cada evento. As competições têm premiações boas. Reconhecemos a participação feminina no esporte, com premiações iguais. A nossa federação veio para acertar onde as outras erraram-conta.