Galeria Jenner Augusto abriga a exposição ‘Traços e Sombras’

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 18/04/2018 às 23:36:00

 

No próximo dia 26 de abril, a partir das 19h30, na Galeria Jenner Augusto (Sociedade Semear) acontece a abertura da exposição 'Traços e Sombras', do artista baiano Zeca Fernandes, com curadoria de Mário Britto. A exposição apresentará 24 desenhos e 14 fotografias que retratam uma fantasia lúdica e um novo horizonte ao artista.
Filho de Guel Silveira e neto de Jenner Augusto, Zeca Fernandes desde pequeno convive com tintas, pincéis, música e letras que a todo instante traçam em novos horizontes as mais variadas formas de arte. "A expressão mais forte da arte está na simples tarefa de sentir a mais profunda das emoções, a contemplação das cores que explodem na tela e no interior dos nossos mundos, provocando lágrimas e sorrisos numa mistura de cores vivas que dançam em movimentos fortes e vibrações compassadas", explica Zeca.
Segundo o curador da exposição, "Zeca Fernandes é possuidor de um traço definido e perseverante, e não segue modismo ou estética pré-estabelecidos. O que define seu trabalho é a ideia", explica.
"Traços e Sombras" ficará em cartaz até o dia 29 de junho, com visitação de segunda à sexta em horário comercial e com entrada gratuita.

No próximo dia 26 de abril, a partir das 19h30, na Galeria Jenner Augusto (Sociedade Semear) acontece a abertura da exposição 'Traços e Sombras', do artista baiano Zeca Fernandes, com curadoria de Mário Britto. A exposição apresentará 24 desenhos e 14 fotografias que retratam uma fantasia lúdica e um novo horizonte ao artista.
Filho de Guel Silveira e neto de Jenner Augusto, Zeca Fernandes desde pequeno convive com tintas, pincéis, música e letras que a todo instante traçam em novos horizontes as mais variadas formas de arte. "A expressão mais forte da arte está na simples tarefa de sentir a mais profunda das emoções, a contemplação das cores que explodem na tela e no interior dos nossos mundos, provocando lágrimas e sorrisos numa mistura de cores vivas que dançam em movimentos fortes e vibrações compassadas", explica Zeca.
Segundo o curador da exposição, "Zeca Fernandes é possuidor de um traço definido e perseverante, e não segue modismo ou estética pré-estabelecidos. O que define seu trabalho é a ideia", explica.
"Traços e Sombras" ficará em cartaz até o dia 29 de junho, com visitação de segunda à sexta em horário comercial e com entrada gratuita.