Cinco presos com armas e drogas em Socorro

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 18/04/2018 às 23:50:00

 

Cinco homens foram presos na tarde de ontem em um galpão no Conjunto Jardim, em Nossa Senhora do Socorro (Grande Aracaju). A informação foi confirmada pelo Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (Depatri). De acordo com informações da polícia, eles são suspeitos de envolvimento em vários crimes ocorridos em Sergipe entre os meses de março e abril deste ano. 
Entre os crimes atribuídos à quadrilha, estão a participação na morte do serralheiro José Antônio da Conceição, em 16 de fevereiro deste ano no Bairro América (zona oeste de Aracaju), e de um cliente de um salão de beleza em Nossa Senhora do Socorro, no último dia 7. Um jovem que trabalhava no salão também foi atingido pelos disparos e acabou morrendo ontem, após ficar vários dias internado no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse).
Com o grupo foi apreendido R$ 7 mil, drogas, munições e armas de diversos calibres.A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que uma coletiva será realizada hoje para detalhar a prisão e os crimes relacionados ao grupo.

Cinco homens foram presos na tarde de ontem em um galpão no Conjunto Jardim, em Nossa Senhora do Socorro (Grande Aracaju). A informação foi confirmada pelo Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (Depatri). De acordo com informações da polícia, eles são suspeitos de envolvimento em vários crimes ocorridos em Sergipe entre os meses de março e abril deste ano. 
Entre os crimes atribuídos à quadrilha, estão a participação na morte do serralheiro José Antônio da Conceição, em 16 de fevereiro deste ano no Bairro América (zona oeste de Aracaju), e de um cliente de um salão de beleza em Nossa Senhora do Socorro, no último dia 7. Um jovem que trabalhava no salão também foi atingido pelos disparos e acabou morrendo ontem, após ficar vários dias internado no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse).
Com o grupo foi apreendido R$ 7 mil, drogas, munições e armas de diversos calibres.A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que uma coletiva será realizada hoje para detalhar a prisão e os crimes relacionados ao grupo.