Edmilson Silva terá time ofensivo em Caruaru

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O treinador Edmilson Silva viu contra a Jacuipense, como atua o Central e promete um time ofensivo no jogo de domingo
O treinador Edmilson Silva viu contra a Jacuipense, como atua o Central e promete um time ofensivo no jogo de domingo

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 25/04/2018 às 22:34:00

 

Givaldo Batista
givaldobs@yahoo.com.br
Depois de empatar 
em 0x0 com o ASA 
de Arapiraca na tarde de sábado, o treinador Edmilson Silva se deslocou até a cidade de Riachão do Jacuípe na Bahia para assistir à partida entre Jacuipense e Central de Caruaru, seu próximo adversário pela Série D. A partida está marcada para a tarde de domingo no estádio Lacerdão, em Caruaru.
- Se não tivesse assistido à partida, talvez colocasse em campo uma equipe com mais precavida com maiores cuidados defensivos. Mas vi o jogo, detectei os pontos fracos e as grandes virtudes do adversário e posso garantir, que o Sergipe será um time ofensivo e com grandes possiblidades de retornar à Aracaju com uma vitória marcante - avaliou o treinador.
Para o treinador, uma coisa é você ter informações sobre a equipe adversária. Outra coisa é ver o jogo e avaliar no local.
"É importante quando se tem o feed-back visual, de poder analisar as duas equipes. Vi que eles têm dois zagueiros altos, jogam no 4-4-2 e têm um lateral-esquerdo com ótima bola parada. Teremos que evitar ao máximo faltas próximas a área, porque ele guarda. A gente tem que ter esse cuidado. Mas o que eu também pude avaliar é que temos totais condições de trazer os pontos. Então, nós estamos nos preparando para isso - comentou Edmilson Silva.
Para esta partida contra o Central, o treinador vem insistindo no treinamento de finalização, procurando corrigir os erros apresentados na estreia contra o ASA.
E para o jogo de domingo em Caruaru, o treinador pode ter pelo menos uma novidade, o meia Danilo Rios já ganhou condição de jogo e pode enfrentar o Central de Caruaru.  Marquinhos do Sul já está quaserecuperado e na fase de transição para voltar ao time principal do Sergipe. "Ele será relacionado pelo menos para o banco de reservas. É um jogador de qualidade, veloz e quem não gostaria de ter um profissional com essas características no banco de reservas", questiona Edmilson Silva. 

Depois de empatar  em 0x0 com o ASA  de Arapiraca na tarde de sábado, o treinador Edmilson Silva se deslocou até a cidade de Riachão do Jacuípe na Bahia para assistir à partida entre Jacuipense e Central de Caruaru, seu próximo adversário pela Série D. A partida está marcada para a tarde de domingo no estádio Lacerdão, em Caruaru.
- Se não tivesse assistido à partida, talvez colocasse em campo uma equipe com mais precavida com maiores cuidados defensivos. Mas vi o jogo, detectei os pontos fracos e as grandes virtudes do adversário e posso garantir, que o Sergipe será um time ofensivo e com grandes possiblidades de retornar à Aracaju com uma vitória marcante - avaliou o treinador.
Para o treinador, uma coisa é você ter informações sobre a equipe adversária. Outra coisa é ver o jogo e avaliar no local.
"É importante quando se tem o feed-back visual, de poder analisar as duas equipes. Vi que eles têm dois zagueiros altos, jogam no 4-4-2 e têm um lateral-esquerdo com ótima bola parada. Teremos que evitar ao máximo faltas próximas a área, porque ele guarda. A gente tem que ter esse cuidado. Mas o que eu também pude avaliar é que temos totais condições de trazer os pontos. Então, nós estamos nos preparando para isso - comentou Edmilson Silva.
Para esta partida contra o Central, o treinador vem insistindo no treinamento de finalização, procurando corrigir os erros apresentados na estreia contra o ASA.
E para o jogo de domingo em Caruaru, o treinador pode ter pelo menos uma novidade, o meia Danilo Rios já ganhou condição de jogo e pode enfrentar o Central de Caruaru.  Marquinhos do Sul já está quaserecuperado e na fase de transição para voltar ao time principal do Sergipe. "Ele será relacionado pelo menos para o banco de reservas. É um jogador de qualidade, veloz e quem não gostaria de ter um profissional com essas características no banco de reservas", questiona Edmilson Silva.