Deputados do PT querem que contrato feito para "falar mal" da Eletrobras seja fiscalizado

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 29/04/2018 às 00:56:00

Os deputados federais João Lula Daniel (PT/SE) e Patrus Ananias (PT/MG) apresentaram Proposta de Fiscalização e Controle para que a Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara dos Deputados, com o Auxílio do Tribunal de Contas da União (TCU), realize uma auditagem no contrato de prestação de consultoria celebrado entre a Eletrobras e a RP Brasil Comunicações Ltda (FBS Comunicação). Uma publicação da Agência Sportligth de Jornalismo Investigativo, divulgada esta semana, informa que a Eletrobras contratou a Empresa RP para realizar uma campanha contra a própria empresa, objetivando atingir a sua meta de vender este valioso patrimônio brasileiro.
De acordo com documentos a que teve acesso a reportagem, via Lei de Acesso à Informação, o contrato de quase R$ 2 milhões tem como objetivo tornar mais fácil a realização dos leilões que pretendem realizar, tentando induzir a população de que se trata de um bom negócio para o país, a venda daquele acervo, diante das dificuldades financeiras que a Eletrobras atravessa.

Nesse sentido, um mapeamento dos interessados na compra e na produção de energia e a partir de conteúdo digital trabalhar as diversas mídias e também os comunicadores e formuladores de opinião para que usem seus espaços na grande mídia, numa campanha de convencimento nacional. Para o deputado João Daniel, esse é mais um artificio que este governo usa, na tentativa de convencer não só parlamentares a votarem favorável ao que chama de "desestatização", mas também passar para a população a falsa ideia de que isso seja uma coisa boa.
"Mas nós sabemos que a privatização do nosso sistema elétrico, dos nossos rios, de um patrimônio nacional, que não vai trazer nenhum benefício ao país. Pelo contrário. Só teremos prejuízo, a exemplo de demissões, o aumento da tarifa da energia elétrica, além da entrega dos nossos rios", alertou João Daniel.