Suspeito de homicídios é preso em Socorro

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 01/05/2018 às 05:48:00

 

Policiais civis do Departamento de Narcóticos (Denarc) e da Delegacia de Malhador prenderam o ex-presidiárioHeleilton Oliveira dos Santos, conhecido como "Doidão" ou ainda "Neguinho", 31 anos, acusado da prática de homicídios. A prisão ocorreu na tarde da sexta-feira, 27, em Nossa Senhora do Socorro.
Segundo a delegada Clarissa Lobo, da Delegacia de Malhador, Heleilton é suspeito da autoria de diversos homicídios, inclusive o do próprio  pai, em Riachuelo. Ele responde criminalmente por três tentativas de homicídio, duas praticadas contra o mesmo desafeto. "Diante desses fatos, representamos pela prisão preventiva do investigado", destacou a delegada.
O delegado André Baronto ressaltou que a integração e a troca de informações entre as unidades da Polícia Civil são fundamentais para a elucidação rápida e eficiente dos crimes. De acordo com Baronto, após conhecimento da existência de mandados de prisões em desfavor de Heleiton, os policiais passaram a diligenciar e o encontraram trabalhando em uma empresa localizada no município de Nossa Senhora do Socorro.
Ainda durante a investigação da morte de um policial civil ocorrida em 2005, a pistola subtraída da vítima foi apreendida em poder de Heleiton. O delegado André Barontodestacou  também que o acusado já cumpriu pena em presídio federal no Mato Grosso do Sul.

Policiais civis do Departamento de Narcóticos (Denarc) e da Delegacia de Malhador prenderam o ex-presidiárioHeleilton Oliveira dos Santos, conhecido como "Doidão" ou ainda "Neguinho", 31 anos, acusado da prática de homicídios. A prisão ocorreu na tarde da sexta-feira, 27, em Nossa Senhora do Socorro.
Segundo a delegada Clarissa Lobo, da Delegacia de Malhador, Heleilton é suspeito da autoria de diversos homicídios, inclusive o do próprio  pai, em Riachuelo. Ele responde criminalmente por três tentativas de homicídio, duas praticadas contra o mesmo desafeto. "Diante desses fatos, representamos pela prisão preventiva do investigado", destacou a delegada.
O delegado André Baronto ressaltou que a integração e a troca de informações entre as unidades da Polícia Civil são fundamentais para a elucidação rápida e eficiente dos crimes. De acordo com Baronto, após conhecimento da existência de mandados de prisões em desfavor de Heleiton, os policiais passaram a diligenciar e o encontraram trabalhando em uma empresa localizada no município de Nossa Senhora do Socorro.
Ainda durante a investigação da morte de um policial civil ocorrida em 2005, a pistola subtraída da vítima foi apreendida em poder de Heleiton. O delegado André Barontodestacou  também que o acusado já cumpriu pena em presídio federal no Mato Grosso do Sul.