Aracaju já registrou 1.100 acidentes este ano

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Aspecto do lançamento da campanha Maio Amarelo
Aspecto do lançamento da campanha Maio Amarelo

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 03/05/2018 às 05:57:00

 

A solenidade de aber-
tura do Movimento 
"Maio Amarelo - Atenção Pela Vida" ocorreu na manhã desta quarta-feira, no auditório do Sest/Senat, numa ação conjunta entre o Governo do Estado de Sergipe e a Prefeitura Municipal de Aracaju, através Departamento Estadual de Trânsito (Detran/SE) e a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito de Aracaju (SMTT/Aju), respectivamente, e parceiros. O evento reuniu representantes de diversos órgãos públicos e entidades civis que trabalham com a temática trânsito e contou com a participação de autoridades. Este ano, o movimento traz como tema "Nós somos o trânsito", conclamando toda a sociedade a se engajar por um trânsito mais seguro e cidadão.
O superintendente da SMTT/AJU, Aristóteles Fernandes, destacou que somente este ano, até abril, em Aracaju, já foram registrados 1.100 acidentes de trânsito. "São dados alarmantes. Já registramos 15 vítimas somente na capital, imagine nas estradas. Para evitar esse tipo de ocorrência é que devemos chamar a sociedade à responsabilidade, colocando cada pessoa como protagonista no trânsito, com a missão de diminuir esses índices", disse Aristóteles.
Durante a abertura do evento, a diretora-presidente do Detran/SE, Luciana Déda, falou sobre a importância do Maio Amarelo para a sociedade. "Este é um movimento mundial, que tem o intuito de conscientizar a população sobre a necessidade de redução de acidentes de trânsito e de educar a sociedade, porque a mudança no trânsito depende do comportamento de cada um. Temos estatísticas de que 90% dos acidentes ocorrem por falha humana, ou seja, poderiam ter sido evitados. Punir é uma ferramenta importante, mas atinge a consequência, não tratando a causa, por isso a importância de agir na base, com as crianças", destacou a diretora-presidente, que abriu oficialmente o Movimento em Sergipe.
O comandante do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRv), Deny Ricardo, enfatizou a conscientização como primordial para a mudança de comportamento. "É importante essa somação de esforços dos órgãos envolvidos com o trânsito para que atuem durante todo o ano focando nas demandas mais importantes, pedestres, condutores e crianças, já trabalhando os condutores de amanhã", lembrou.

A solenidade de aber- tura do Movimento  "Maio Amarelo - Atenção Pela Vida" ocorreu na manhã desta quarta-feira, no auditório do Sest/Senat, numa ação conjunta entre o Governo do Estado de Sergipe e a Prefeitura Municipal de Aracaju, através Departamento Estadual de Trânsito (Detran/SE) e a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito de Aracaju (SMTT/Aju), respectivamente, e parceiros. O evento reuniu representantes de diversos órgãos públicos e entidades civis que trabalham com a temática trânsito e contou com a participação de autoridades. Este ano, o movimento traz como tema "Nós somos o trânsito", conclamando toda a sociedade a se engajar por um trânsito mais seguro e cidadão.
O superintendente da SMTT/AJU, Aristóteles Fernandes, destacou que somente este ano, até abril, em Aracaju, já foram registrados 1.100 acidentes de trânsito. "São dados alarmantes. Já registramos 15 vítimas somente na capital, imagine nas estradas. Para evitar esse tipo de ocorrência é que devemos chamar a sociedade à responsabilidade, colocando cada pessoa como protagonista no trânsito, com a missão de diminuir esses índices", disse Aristóteles.
Durante a abertura do evento, a diretora-presidente do Detran/SE, Luciana Déda, falou sobre a importância do Maio Amarelo para a sociedade. "Este é um movimento mundial, que tem o intuito de conscientizar a população sobre a necessidade de redução de acidentes de trânsito e de educar a sociedade, porque a mudança no trânsito depende do comportamento de cada um. Temos estatísticas de que 90% dos acidentes ocorrem por falha humana, ou seja, poderiam ter sido evitados. Punir é uma ferramenta importante, mas atinge a consequência, não tratando a causa, por isso a importância de agir na base, com as crianças", destacou a diretora-presidente, que abriu oficialmente o Movimento em Sergipe.
O comandante do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRv), Deny Ricardo, enfatizou a conscientização como primordial para a mudança de comportamento. "É importante essa somação de esforços dos órgãos envolvidos com o trânsito para que atuem durante todo o ano focando nas demandas mais importantes, pedestres, condutores e crianças, já trabalhando os condutores de amanhã", lembrou.