Sergipano conquista medalha em Marrakesh

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O carateca Eduardo Inagaki retorna de Marrakesh com a medalha de bronze no preito, conquistada na Olimpíada Escolar
O carateca Eduardo Inagaki retorna de Marrakesh com a medalha de bronze no preito, conquistada na Olimpíada Escolar

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 08/05/2018 às 04:56:00

 

Sergipe se faz presente na Gymnasiade, a Olimpíada Escolar, que está sendo disputada em Marrakesh e Casablanca, no Marrocos até o dia 9 de maio. O estado foi representado pelos caratecas André Santos e Eduardo Inagaki, na modalidade Kata. 
Os dois fizeram um percurso muito parecido na competição, até chegar à disputa da medalha de bronze. Foram quatro lutas difíceis, contra adversários de tradição nesse esporte. Eduardo foi mais feliz e venceu na disputa da medalha, o marroquino, enquanto André, por pouco, também não conquista uma medalha. Perdeu para o americano por 3x2.
Na visão do professor Alexandre Morais, técnico da Seleção Brasileira de Karatê, o Brasil se saiu muito bem na modalidade, conquistando ao todo 9 medalhas, sendo duas de ouro, três de prata e quatro de bronze. 
- Em especial, o Eduardo teve uma participação muito boa. Conquistamos a vaga em uma seletiva no Brasil, aqui foram 15 países. Enfrentamos países de tradição no Karatê, como França e o próprio Marrocos e ficamos em terceiro lugar com o Eduardo e em quarto com o André e isso só engrandece o esporte sergipano - comentou Alexandre Morais.
O medalhista Eduardo Inagaki diz que está satisfeito com a conquista. "Senti que poderia ter chegado a pelo menos uma prata. No primeiro dia de competição eu senti que o meu desempenho foi abaixo do que poderia fazer, mas esse fato me deixou mais motivado para competir e buscar o bronze no outro dia", comentou. 
Eduardo disse que o desempenho no dia anterior serviu de motivação para brigar pelo bronze. "No dia da disputa acordei bem, me alimentei bem e fiquei focado em fazer uma boa apresentação. Sabia que, era contra um atleta da casa, o marroquino. Escolhi uma apresentação segura. Estava obstinado a ganhar uma medalha, ganhei numa decisão uma unânime por 5x0. Sinto-me muito feliz por ter feito uma boa apresentação, comparada a do dia anterior. O sentimento e de muita felicidade e de dever cumprido, por ter conquistado essa medalha de bronze", avaliou ao medalhista.

Sergipe se faz presente na Gymnasiade, a Olimpíada Escolar, que está sendo disputada em Marrakesh e Casablanca, no Marrocos até o dia 9 de maio. O estado foi representado pelos caratecas André Santos e Eduardo Inagaki, na modalidade Kata. 
Os dois fizeram um percurso muito parecido na competição, até chegar à disputa da medalha de bronze. Foram quatro lutas difíceis, contra adversários de tradição nesse esporte. Eduardo foi mais feliz e venceu na disputa da medalha, o marroquino, enquanto André, por pouco, também não conquista uma medalha. Perdeu para o americano por 3x2.
Na visão do professor Alexandre Morais, técnico da Seleção Brasileira de Karatê, o Brasil se saiu muito bem na modalidade, conquistando ao todo 9 medalhas, sendo duas de ouro, três de prata e quatro de bronze. 
- Em especial, o Eduardo teve uma participação muito boa. Conquistamos a vaga em uma seletiva no Brasil, aqui foram 15 países. Enfrentamos países de tradição no Karatê, como França e o próprio Marrocos e ficamos em terceiro lugar com o Eduardo e em quarto com o André e isso só engrandece o esporte sergipano - comentou Alexandre Morais.
O medalhista Eduardo Inagaki diz que está satisfeito com a conquista. "Senti que poderia ter chegado a pelo menos uma prata. No primeiro dia de competição eu senti que o meu desempenho foi abaixo do que poderia fazer, mas esse fato me deixou mais motivado para competir e buscar o bronze no outro dia", comentou. 
Eduardo disse que o desempenho no dia anterior serviu de motivação para brigar pelo bronze. "No dia da disputa acordei bem, me alimentei bem e fiquei focado em fazer uma boa apresentação. Sabia que, era contra um atleta da casa, o marroquino. Escolhi uma apresentação segura. Estava obstinado a ganhar uma medalha, ganhei numa decisão uma unânime por 5x0. Sinto-me muito feliz por ter feito uma boa apresentação, comparada a do dia anterior. O sentimento e de muita felicidade e de dever cumprido, por ter conquistado essa medalha de bronze", avaliou ao medalhista.