Selassié também gostava de reagge

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 09/05/2018 às 05:48:00

 

* GILFRANCSCO
Quando voltou para Kingston, em ou-
tubro de 1966, depois de uma tem
porada nos Estados Unidos, Bob Marley (1945-1981) encontrou a Jamaica alvoroçada por causa da recente visita do imperador da Etiópia, Haile Selassie I (1895-1975), que governou a Etiópia (1930-1974). O movimento rastafári, predicado por Selassie, se fortaleceu bastante e o número de adeptos aumentava sem parar. Marley também se uniu aos rastafári, o que acabou interferindo na sua música, e na sua própria postura perante a vida, pois, a partir disso, começou a se dedicar ao culto ao ganja e a Jah, ou seja, à maconha e a Deus.
As palavras rastafári ou rasta relativo ao rastafarismo, à cultura (música reggae) ou aos costumes (cabelos trançados) tem origem nos músicos jamaicanos de reggae, que foram os maiores divulgadores do movimento. O Rasfatarismo nome do imperador da Etiópia Hailé Selassié antes de ser coroado é um movimento misto, cultural e político dos negros da Jamaica e das Antilhas de fala inglesa, surgido na década de 20. Eles, os rastafáris acreditam que a Jamaica representa sua própria Babilônia, e que formam um das tribos perdidas de Israel.
Rastafarianismo - É uma filosofia que mistura crendices e profecias com uma interpretação própria da Bíblia. As raízes da filosofia rastafári foram plantadas na sociedade jamaicana por Marcus Moisah Garvey, líder negro jamaicano que se radicou nos EUA. Grande orador, ele pregava que os negros deviam voltar à África e, em 1919, fundou um jornal (The Negro World) e uma revista (The Black Man) para difundir suas mensagens.
Acreditava que a Terra Prometida do povo negro era a Etiópia. A Garvey foi atribuída a seguinte profecia: Olhem para a África. Quando um rei negro for coroado, é sinal que a redenção está próxima.
O pastor foi preso por sonegação de impostos e morreu na Inglaterra, em 1940, sem nunca ter conseguido a sonhada redenção. Em 1930, Ras Tafari Makonnem se autoproclamou Imperador da Etiópia, reindicando para si os títulos de Rei dos Reis, Senhor dos Senhores, Leão Conquistador da Tribo de Judah. O soberano que mudou o nome para Hailé Selassié (o poder da Santíssima Trindade) era na verdade um tirano, que preferia alimentar seus leões a matar a fome do povo.
Mas os jamaicanos o tomaram como divindade e dirigiram suas preces a ele. Um grupo liderado pelos "teóricos" Leonard P. Hovell, reverendo Claudius Henry, Edward Emanuel e Vernal Davis se encarregaram então de criar os preceitos  da filosofia rasta. Eles achavam que a Bíblia havia sido adulterada e fizeram uma espécie de "revisão" do livro sagrado.
O rastafarianismo ê a igreja católica, o governo e a polícia como agentes do mal, a Babilônia - apelido dado ao corrupto sistema ocidental. Os rastas não devem cortar seus cabelos. As longas tranças nunca podem ser penteadas nem lavadas. Elas são uma espécie de "antena" para captar vibrações positivas. Os rastas execram o consume de carne de pouco e carne vermelha.
A maconha é uma erva sagrada - teria sido encontrado no túmulo do Rei Salomão, e serve para ajudar na compreensão das coisas e é usada como incenso nas igrejas.
Morte - Em 1979 os médicos diagnosticaram que seria necessário amputar o pé direito ou mais cedo ou mais tarde não teria mais cura. Bob respondeu:
Rasta não permite a amputação. A minha alma e eu não permitimos que o homem seja desmantelado. Jah o Deus vivo, a sua majestade Hailé SelassiéI, Ras Tafari, o leão conquistador da tribo de Judar, 225º governador da Etiópia durante 300 anos senhor dos senhores, rei dos reis, herdeiro de trono de Salomão. Ele me curará com as meditações do meu cálice de ganjah, o meu cachimbo sagrado, ou levar-me-á como um filho ao seu reino. Nenhum bisturi cortará a minha carne, o rastaman sobreviverá!
Bob Marley faleceu em 11 de maio de 1981, seis meses depois de sua estadia na clínica alemã. O seu corpo foi embalsamado e transportado até a Jamaica, onde foi recebido com as honras de um herói nacional.
Na Bahia, em 1988 o cantor e compositor Carlos Pita, explodia o carnaval baiano com a canção Sélassié, interpretada pela banda Cheiro de Amor:
Sellassié
Sellassié era um rei
que gostava de reagge
Bob Marly era um rei
que gostava de reagge
a bola no pé de Pelé
o Bispo Tutu tem a fé
que um dia essa gente
Será livre
Mandela e Biko e Tyson
Muhammad Ali
Quilombos de Minton, Gusmão e Gilberto
O rei Zumbi
Da África, mãe do leão
dos deuses, tambor de ijejá
Emana esse grito nação
que um dia virá
Zimbábue, Luanda
Palmares de São Salvador
Caribe, Guianas, América negra
Palavra de amor
Reagge é amor
* GILFRANCSCO: Jornalista, pesquisador e professor universitário
gilfrancisco.santos@gmail.com

* GILFRANCSCO


Quando voltou para Kingston, em ou- tubro de 1966, depois de uma tem porada nos Estados Unidos, Bob Marley (1945-1981) encontrou a Jamaica alvoroçada por causa da recente visita do imperador da Etiópia, Haile Selassie I (1895-1975), que governou a Etiópia (1930-1974). O movimento rastafári, predicado por Selassie, se fortaleceu bastante e o número de adeptos aumentava sem parar. Marley também se uniu aos rastafári, o que acabou interferindo na sua música, e na sua própria postura perante a vida, pois, a partir disso, começou a se dedicar ao culto ao ganja e a Jah, ou seja, à maconha e a Deus.
As palavras rastafári ou rasta relativo ao rastafarismo, à cultura (música reggae) ou aos costumes (cabelos trançados) tem origem nos músicos jamaicanos de reggae, que foram os maiores divulgadores do movimento. O Rasfatarismo nome do imperador da Etiópia Hailé Selassié antes de ser coroado é um movimento misto, cultural e político dos negros da Jamaica e das Antilhas de fala inglesa, surgido na década de 20. Eles, os rastafáris acreditam que a Jamaica representa sua própria Babilônia, e que formam um das tribos perdidas de Israel.
Rastafarianismo - É uma filosofia que mistura crendices e profecias com uma interpretação própria da Bíblia. As raízes da filosofia rastafári foram plantadas na sociedade jamaicana por Marcus Moisah Garvey, líder negro jamaicano que se radicou nos EUA. Grande orador, ele pregava que os negros deviam voltar à África e, em 1919, fundou um jornal (The Negro World) e uma revista (The Black Man) para difundir suas mensagens.
Acreditava que a Terra Prometida do povo negro era a Etiópia. A Garvey foi atribuída a seguinte profecia: Olhem para a África. Quando um rei negro for coroado, é sinal que a redenção está próxima.
O pastor foi preso por sonegação de impostos e morreu na Inglaterra, em 1940, sem nunca ter conseguido a sonhada redenção. Em 1930, Ras Tafari Makonnem se autoproclamou Imperador da Etiópia, reindicando para si os títulos de Rei dos Reis, Senhor dos Senhores, Leão Conquistador da Tribo de Judah. O soberano que mudou o nome para Hailé Selassié (o poder da Santíssima Trindade) era na verdade um tirano, que preferia alimentar seus leões a matar a fome do povo.
Mas os jamaicanos o tomaram como divindade e dirigiram suas preces a ele. Um grupo liderado pelos "teóricos" Leonard P. Hovell, reverendo Claudius Henry, Edward Emanuel e Vernal Davis se encarregaram então de criar os preceitos  da filosofia rasta. Eles achavam que a Bíblia havia sido adulterada e fizeram uma espécie de "revisão" do livro sagrado.
O rastafarianismo ê a igreja católica, o governo e a polícia como agentes do mal, a Babilônia - apelido dado ao corrupto sistema ocidental. Os rastas não devem cortar seus cabelos. As longas tranças nunca podem ser penteadas nem lavadas. Elas são uma espécie de "antena" para captar vibrações positivas. Os rastas execram o consume de carne de pouco e carne vermelha.
A maconha é uma erva sagrada - teria sido encontrado no túmulo do Rei Salomão, e serve para ajudar na compreensão das coisas e é usada como incenso nas igrejas.
Morte - Em 1979 os médicos diagnosticaram que seria necessário amputar o pé direito ou mais cedo ou mais tarde não teria mais cura. Bob respondeu:
Rasta não permite a amputação. A minha alma e eu não permitimos que o homem seja desmantelado. Jah o Deus vivo, a sua majestade Hailé SelassiéI, Ras Tafari, o leão conquistador da tribo de Judar, 225º governador da Etiópia durante 300 anos senhor dos senhores, rei dos reis, herdeiro de trono de Salomão. Ele me curará com as meditações do meu cálice de ganjah, o meu cachimbo sagrado, ou levar-me-á como um filho ao seu reino. Nenhum bisturi cortará a minha carne, o rastaman sobreviverá!
Bob Marley faleceu em 11 de maio de 1981, seis meses depois de sua estadia na clínica alemã. O seu corpo foi embalsamado e transportado até a Jamaica, onde foi recebido com as honras de um herói nacional.
Na Bahia, em 1988 o cantor e compositor Carlos Pita, explodia o carnaval baiano com a canção Sélassié, interpretada pela banda Cheiro de Amor:
Sellassié
Sellassié era um rei que gostava de reagge Bob Marly era um rei que gostava de reagge
a bola no pé de Pelé o Bispo Tutu tem a fé que um dia essa gente Será livre
Mandela e Biko e Tyson Muhammad Ali Quilombos de Minton, Gusmão e Gilberto O rei Zumbi
Da África, mãe do leão dos deuses, tambor de ijejá Emana esse grito nação que um dia virá
Zimbábue, Luanda Palmares de São Salvador Caribe, Guianas, América negra Palavra de amor Reagge é amor
* GILFRANCSCO: Jornalista, pesquisador e professor universitáriogilfrancisco.santos@gmail.com