Balança comercial de Sergipe fechou abril com superávit de US$ 0,56 milhão

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 10/05/2018 às 00:45:00

 

A balança comercial sergipana fechou o mês de abril com saldo positivo de US$ 0,56 milhão. Se comparado com o mesmo período do ano anterior, as exportações aumentaram 67,02% e as importações 49,7%. Essas informações integram o Radar do Comércio Exterior, elaborado pelo Observatório de Sergipe, vinculado à Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento Gestão (SEPLAG), que traz informação sobre a balança comercial, importações e exportação de Sergipe.
Segundo o superintendente de Estudos e Pesquisas do Observatório Sergipe (SUPES), Ciro Brasil, entre os principais produtos exportados estão os sucos de frutas (69,7%). Revela que quanto às importações destacam-se as máquinas, aparelhos e materiais elétricos e suas partes (25,1%).
Enfatiza que em abril foram US$ 10,60 milhões de exportações e US$ 10,04 milhões de importações.
"Com relação ao destino e origem, Holanda é o principal país comprador dos produtos sergipanos, com uma participação de 48,4%, e a Itália o principal vendedor, responsável por 21,2% do total das importações", revela Ciro.

A balança comercial sergipana fechou o mês de abril com saldo positivo de US$ 0,56 milhão. Se comparado com o mesmo período do ano anterior, as exportações aumentaram 67,02% e as importações 49,7%. Essas informações integram o Radar do Comércio Exterior, elaborado pelo Observatório de Sergipe, vinculado à Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento Gestão (SEPLAG), que traz informação sobre a balança comercial, importações e exportação de Sergipe.
Segundo o superintendente de Estudos e Pesquisas do Observatório Sergipe (SUPES), Ciro Brasil, entre os principais produtos exportados estão os sucos de frutas (69,7%). Revela que quanto às importações destacam-se as máquinas, aparelhos e materiais elétricos e suas partes (25,1%).
Enfatiza que em abril foram US$ 10,60 milhões de exportações e US$ 10,04 milhões de importações.
"Com relação ao destino e origem, Holanda é o principal país comprador dos produtos sergipanos, com uma participação de 48,4%, e a Itália o principal vendedor, responsável por 21,2% do total das importações", revela Ciro.