Reformado, Centro de Criatividade comemora 33 anos

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 11/05/2018 às 04:43:00

 

Fundado em 1985 com o intuito de unir arte e educação, abrigando diversificadas atividades culturais, o Centro de Criatividade completa nesta quinta-feira, 10 de maio, o seu 33º aniversário. O sugestivo nome de "Centro de Criatividade" reflete muito do papel que esse espaço cultural tem na história de Aracaju e de Sergipe.
"No passado este local abrigava a antiga caixa d'água da cidade, onde funcionavam os depósitos de água da região, que já estavam abandonados quando surgiu a ideia de transformá-lo em um centro cultural, que tem sido ao longo dos anos uma casa para muitos artistas e eventos importantes do nosso estado", explica o atual diretor da unidade, Lindolfo Amaral.
O projeto original do centro foi desenvolvido pelo renomado arquiteto Jaime Lerner, que procurou aproveitar a curvatura do morro para a construção das coberturas das salas e do restaurante. "Temos hoje um espaço que caracteriza bem a cultura popular sergipana, que é palco para as mais diversas manifestações artísticas. Com a reinauguração, a nossa ideia é que o centro passe a ser cada vez mais um local onde a comunidade esteja sempre presente através de seus grupos", completou Lindolfo.
Para o secretário de Estado da Cultura, João Augusto Gama, o Centro de Criatividade se mantém até hoje como um dos berços da diversidade cultural sergipana. "Este é um dos mais importantes espaços culturais do nosso estado, por abrigar as mais diversas manifestações artísticas, sejam elas em artesanato, música ou dança. O nosso propósito é realizar cada vez mais projetos que envolvam a comunidade, engrandecendo ainda mais a história desse patrimônio do povo sergipano", destacou o secretário.
Próximas atividades - Em junho, a marcação dos quadrilheiros e o ritmo da zabumba voltarão a ecoar no Centro de Criatividade. O tradicional concurso de quadrilhas do Arraiá do Arranca Unha está confirmado dentro da programação do Encontro Nordestino de Cultura. A realização do evento foi retomada no ano passado, recebendo centenas de visitantes nas noites de disputa.
Ainda nesse semestre, o centro está recebendo a Orquestra de Atabaques de Sergipe e o projeto "Academia da Cidade". Já no início do segundo semestre, serão abertas vagas para oficinas artísticas, entre outros projetos.

Fundado em 1985 com o intuito de unir arte e educação, abrigando diversificadas atividades culturais, o Centro de Criatividade completa nesta quinta-feira, 10 de maio, o seu 33º aniversário. O sugestivo nome de "Centro de Criatividade" reflete muito do papel que esse espaço cultural tem na história de Aracaju e de Sergipe.
"No passado este local abrigava a antiga caixa d'água da cidade, onde funcionavam os depósitos de água da região, que já estavam abandonados quando surgiu a ideia de transformá-lo em um centro cultural, que tem sido ao longo dos anos uma casa para muitos artistas e eventos importantes do nosso estado", explica o atual diretor da unidade, Lindolfo Amaral.
O projeto original do centro foi desenvolvido pelo renomado arquiteto Jaime Lerner, que procurou aproveitar a curvatura do morro para a construção das coberturas das salas e do restaurante. "Temos hoje um espaço que caracteriza bem a cultura popular sergipana, que é palco para as mais diversas manifestações artísticas. Com a reinauguração, a nossa ideia é que o centro passe a ser cada vez mais um local onde a comunidade esteja sempre presente através de seus grupos", completou Lindolfo.
Para o secretário de Estado da Cultura, João Augusto Gama, o Centro de Criatividade se mantém até hoje como um dos berços da diversidade cultural sergipana. "Este é um dos mais importantes espaços culturais do nosso estado, por abrigar as mais diversas manifestações artísticas, sejam elas em artesanato, música ou dança. O nosso propósito é realizar cada vez mais projetos que envolvam a comunidade, engrandecendo ainda mais a história desse patrimônio do povo sergipano", destacou o secretário.
Próximas atividades - Em junho, a marcação dos quadrilheiros e o ritmo da zabumba voltarão a ecoar no Centro de Criatividade. O tradicional concurso de quadrilhas do Arraiá do Arranca Unha está confirmado dentro da programação do Encontro Nordestino de Cultura. A realização do evento foi retomada no ano passado, recebendo centenas de visitantes nas noites de disputa.
Ainda nesse semestre, o centro está recebendo a Orquestra de Atabaques de Sergipe e o projeto "Academia da Cidade". Já no início do segundo semestre, serão abertas vagas para oficinas artísticas, entre outros projetos.