Produção nacional de petróleo cai mais de 2% em um ano

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 04/10/2012 às 15:21:00

Nielmar de Oliveira
Agência Brasil

Rio de Janeiro - A produção média diária de petróleo nos campos do país caiu 2,2% em um ano. Dados divulgados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) indicam que, em agosto, a produção média diária de petróleo no Brasil foi cerca de  2 milhões de barris de petróleo equivalente (óleo e gás natural).

Em comparação com a produção de julho, a queda ficou em 0,8%. Em contrapartida, a produção média diária de gás natural teve aumento de 7,4% na comparação com o mesmo mês do ano passado e de 0,7%, se comparada com o mês de julho.

Em parte, o aumento foi decorrência da retração de 21% na queima de gás natural no espaço de um ano (agosto 2011/agosto 2012). De julho para agosto deste ano, a queima ficou estável.

Segundo a ANP, o Campo de Marlim Sul, na Bacia de Campos, foi o de maior produção de petróleo em agosto e o segundo maior produtor de gás natural, totalizando 312,8 mil barris de óleo equivalente por dia. Já o maior produtor de gás foi o Campo de Manati, na Bacia de Camamu-Almada, no litoral da Bahia, com produção média de 6,7 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia.

Os campos da Petrobras responderam por 93,8% da produção de petróleo e gás natural no mês passado e que cerca de 91% da produção de petróleo e 76,5% da produção de gás natural foram extraídos de campos marítimos.

A produção de petróleo e gás natural em agosto foi oriunda de 9.019 poços, sendo 752 marítimos e 8.267 terrestres.