Em Brasília, Belivaldo busca recursos para finalizar Terminal Pesqueiro

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
As obras do Terminal Pesqueiro estão paralisadas por atraso nos repasses federais
As obras do Terminal Pesqueiro estão paralisadas por atraso nos repasses federais

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 18/05/2018 às 06:08:00

 

O governador Beli-
valdo Chagas está 
em Brasília em busca de recursos para o fomento do estado. Acompanhado do secretário de Estado de Planejamento, Rosman Pereira, e do ex-governador Jackson Barreto, Belivaldo esteve com o secretário Especial da aquicultura e da Pesca, Dayvson Franklin de Souza, para tratar da liberação da última parcela dos recursos para conclusão do Terminal Pesqueiro. A obra beneficiará mais de 12 mil pescadores de 27 colônias sergipanas. 
Durante a audiência, Belivaldo lembrou que a secretário de Estado de Agricultura, Rose Rodrigues, esteve na capital federal no último mês de abril para discutir o tema. Ele informou que o investimento total no Terminal Pesqueiro é de R$ 14 milhões, sendo R$ 7 milhões para a obra e o restante para aquisição de equipamentos. O chefe do Executivo explicou que o processo licitatório para compra de equipamentos necessita do repasse da segunda parcela de recursos do governo federal. 
"Essa obra é beneficia diretamente mais de 12 mil pescadores, um impacto  social e econômico enorme. Nosso estado tem uma atividade pesqueira rica e precisamos desenvolver esse setor econômico. O secretário Especial da aquicultura e da Pesca afirmou que, em junho, a segunda parcela de recursos estará disponível para que possamos iniciar a licitação de equipamentos", afirmou o governador.
Dayvson Franklin informou que uma reestruturação dos setores internos da Secretaria gerou atraso nas análises de dispensação de recursos, mas que os processos já foram retomados. A previsão é que no início de junho o repasse do Terminal Pesqueiro seja liberado.
Construído próximo ao mercado central de Aracaju, o Terminal Pesqueiro beneficiará diretamente mais de 12 mil pescadores de 27 colônias e a população consumidora dos pescados no estado. O prédio terá dois níveis compostos de um espaço administrativo com cozinha, lanchonete, lobby, sala de reunião, salas administrativas e sala para tratamento. A estrutura ainda possuirá um cais de atracação com 632,00 m² para a recepção das embarcações pesqueiras, e outras instalações, projetadas de acordo com definições da Vigilância Sanitária como áreas de recepção, seleção, beneficiamento e comercialização de peixes, frutos do mar e outros gêneros, salas de higienização de equipamentos, câmaras frigoríficas, câmara de espera, silo de gelo, casa de máquinas e depósito de resíduos.

O governador Beli- valdo Chagas está  em Brasília em busca de recursos para o fomento do estado. Acompanhado do secretário de Estado de Planejamento, Rosman Pereira, e do ex-governador Jackson Barreto, Belivaldo esteve com o secretário Especial da aquicultura e da Pesca, Dayvson Franklin de Souza, para tratar da liberação da última parcela dos recursos para conclusão do Terminal Pesqueiro. A obra beneficiará mais de 12 mil pescadores de 27 colônias sergipanas. 
Durante a audiência, Belivaldo lembrou que a secretário de Estado de Agricultura, Rose Rodrigues, esteve na capital federal no último mês de abril para discutir o tema. Ele informou que o investimento total no Terminal Pesqueiro é de R$ 14 milhões, sendo R$ 7 milhões para a obra e o restante para aquisição de equipamentos. O chefe do Executivo explicou que o processo licitatório para compra de equipamentos necessita do repasse da segunda parcela de recursos do governo federal. 
"Essa obra é beneficia diretamente mais de 12 mil pescadores, um impacto  social e econômico enorme. Nosso estado tem uma atividade pesqueira rica e precisamos desenvolver esse setor econômico. O secretário Especial da aquicultura e da Pesca afirmou que, em junho, a segunda parcela de recursos estará disponível para que possamos iniciar a licitação de equipamentos", afirmou o governador.
Dayvson Franklin informou que uma reestruturação dos setores internos da Secretaria gerou atraso nas análises de dispensação de recursos, mas que os processos já foram retomados. A previsão é que no início de junho o repasse do Terminal Pesqueiro seja liberado.
Construído próximo ao mercado central de Aracaju, o Terminal Pesqueiro beneficiará diretamente mais de 12 mil pescadores de 27 colônias e a população consumidora dos pescados no estado. O prédio terá dois níveis compostos de um espaço administrativo com cozinha, lanchonete, lobby, sala de reunião, salas administrativas e sala para tratamento. A estrutura ainda possuirá um cais de atracação com 632,00 m² para a recepção das embarcações pesqueiras, e outras instalações, projetadas de acordo com definições da Vigilância Sanitária como áreas de recepção, seleção, beneficiamento e comercialização de peixes, frutos do mar e outros gêneros, salas de higienização de equipamentos, câmaras frigoríficas, câmara de espera, silo de gelo, casa de máquinas e depósito de resíduos.