Laudo confirma que Leidson foi morto por seguranças

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 04/10/2012 às 15:29:00

Já está pronto o laudo da reconstituição do crime que tirou a vida do motorista Leidson Reis dos Santos, 39, em 11 de fevereiro deste ano. De acordo com o coordenador de Perícias de Sergipe (Cogerp), Adelino Costa Lisboa, a conclusão é que o motorista morreu "durante a contenção, quando da gravata [o golpe mata leão], de pessoas segurando e da vítima se debatendo".

A simulação foi realizada no último dia 3 de setembro, na praça de alimentação do Shopping Jardins, bairro Jardins (zona sul de Aracaju), e contou com a participação do segurança Carlos Alberto Santos, acusado de ter

matado o motorista com um golpe conhecido como 'gravata', de peritos sergipanos e pernambucanos.
A coordenadora do Departamento de Homicídios da Polícia Civil, Tereza Simony, informou que o laudo foi entregue na última sexta-feira, 28, e já foi encaminhado à 8ª Vara Criminal, no Fórum Gumersindo Bessa. "Eu estou de férias, o laudo chegou na última sexta-feira e já foi para a 8ª Vara Criminal. Realmente eu não lembro o teor", garante a delegada Tereza Simony.

Mas o coordenador do Cogerp explicou o laudo e confirmou o envolvimento dos seguranças na morte. "A nossa conclusão é de que a lesão letal ocorreu durante a contenção e não de luta corporal. As lesões labiais podem ter ocorrido entre as lojas Mitchel e Americanas, mas a ruptura da glote pode ter ocorrido a cerca de 30 metros depois", explicou. Uma nova audiência está marcada para o próximo dia 19 de outubro, a partir das 8h, na 8ª Vara Criminal do Fórum Gumercindo Bessa. (Aldaci de Souza, do Portal Infonet)