Mulher discute com rapaz e o mata no São Carlos

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 04/10/2012 às 15:29:00

André Santana Santos, 38 anos, o "Casaquinha", foi assassinado às 22h30 de ontem na rua Jânio Quadros, bairro São Carlos (zona oeste de Aracaju). Ele foi esfaqueado dentro da própria casa e caiu morto na rua, ao pedir socorro depois de ser ferido no pescoço e no peito. Soldados do 8º Batalhão de Polícia Militar (8º BPM) estiveram no local e prenderam Raquel Souza Santos, 20 anos, que estava armada com uma faca e, em depoimento na Delegacia Plantonista (Centro), confessou a autoria do crime.

O irmão de André prestou queixa na mesma delegacia e afirmou que a vítima estava bebendo em um bar perto de casa com alguns amigos, quando viu Raquel passar por ele e a chamou para fazer um programa. Segundo a queixa, os dois foram para a casa de André e lá, aconteceu a discussão, seguida da briga. A acusada, por sua vez, confirmou na delegacia que foi convidada por "Casaquinha" para fazer sexo, mas temeu ser agredida por ele, ao ter seus braços segurados com força pela vítima. Raquel admitiu que, ao se sentir ameaçada, correu até a cozinha e armou-se com uma peixeira, acabando por atingir André com duas facadas.

A mulher, que, de acordo com testemunhas, chegou a ameaçar os policiais com a faca antes de ser detida, afirmou à polícia que não tinha nenhum relacionamento com a vítima, nem o conhecia e sequer sabia seu nome. Ela também admitiu ser usuária de crack e cocaína e assumiu que usou drogas antes de encontrar-se com o rapaz. Raquel autuada em flagrante delito por homicídio, e permanece presa na carceragem da 11ª Delegacia Metropolitana (Barra dos Coqueiros).