Confiança desembarca de olho no Santa Cruz

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O time do Confiança que goleou o Remo em Belém desembarcou na tarde desta segunda-feira em Aracaju
O time do Confiança que goleou o Remo em Belém desembarcou na tarde desta segunda-feira em Aracaju

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 22/05/2018 às 04:34:00

 

A delegação do Con
fiança já está em 
Aracaju. Jogadores desembarcaram no início da tarde desta segunda-feira no Aeroporto de Aracaju, ganharam o resto do dia de folga e a reapresentação está marcada para a tarde desta terça-feira 22, às 15h30 no Sabino Ribeiro, quando serão iniciados os trabalhos de olho no jogo da segunda-feira 28, na Arena Batistão contra o Santa Cruz-PE.  
No desembarque de contratação total, alegria geral, jogadores ainda comemorando o grande resultado que foi a vitória de 3x0 contra o Remo na noite de domingo no Mangueirão.  Os gols da partida foram marcados por Léo Ceará, artilheiro da equipe na temporada com 11 gols, Éverton Santos e um contra do zagueiro e Bruno Maia. Ninguém mais do que o treinador Luizinho Lopes para comemorar o bom momento do Dragão. 
- Foi uma grande vitória, não só pelos três pontos. Mas acima de tudo pelo desempenho. Isso foi o que mais nos alegrou. A equipe jogando fora de casa, com muita personalidade, sabendo o momento certo de buscar os gols. Acho que foi uma vitória muito bem desenvolvida e trabalhada - disse Luizinho Lopes no desembarque da delegação proletária ontem à tarde em Aracaju.
Liderança isolada - A vitória do Confiança leva o time proletário a 13 pontos ganhos. A derrota do Atlético do Acre mantém a equipe acreana com 10 pontos e com isso, o time proletário assumiu a liderança isolada do Grupo A do Brasileiro da Série.
  
 O próximo jogo será contra o Santa Cruz, em casa. Na sequência outro jogo na Arena Batistão contra o Atlético do Acre. O treinador admite que a estrada é longa, cheia de dificuldades, mas o time está no caminho certo, em busca de uma classificação para a próxima fase. "Tem muita coisa ainda para acontecer na competição. Esses clubes grandes, que estão fora do G-4 se reinventam e a qualquer momento eles podem chegar lá. Nós temos conversado muito no vestiário que ainda falta muita coisa. É muito cedo. A gente tem que aproveitar o momento, mas com muita sabedoria e pés no chão", concluiu o treinador azulino.

A delegação do Con fiança já está em  Aracaju. Jogadores desembarcaram no início da tarde desta segunda-feira no Aeroporto de Aracaju, ganharam o resto do dia de folga e a reapresentação está marcada para a tarde desta terça-feira 22, às 15h30 no Sabino Ribeiro, quando serão iniciados os trabalhos de olho no jogo da segunda-feira 28, na Arena Batistão contra o Santa Cruz-PE.  
No desembarque de contratação total, alegria geral, jogadores ainda comemorando o grande resultado que foi a vitória de 3x0 contra o Remo na noite de domingo no Mangueirão.  Os gols da partida foram marcados por Léo Ceará, artilheiro da equipe na temporada com 11 gols, Éverton Santos e um contra do zagueiro e Bruno Maia. Ninguém mais do que o treinador Luizinho Lopes para comemorar o bom momento do Dragão. 
- Foi uma grande vitória, não só pelos três pontos. Mas acima de tudo pelo desempenho. Isso foi o que mais nos alegrou. A equipe jogando fora de casa, com muita personalidade, sabendo o momento certo de buscar os gols. Acho que foi uma vitória muito bem desenvolvida e trabalhada - disse Luizinho Lopes no desembarque da delegação proletária ontem à tarde em Aracaju.
Liderança isolada - A vitória do Confiança leva o time proletário a 13 pontos ganhos. A derrota do Atlético do Acre mantém a equipe acreana com 10 pontos e com isso, o time proletário assumiu a liderança isolada do Grupo A do Brasileiro da Série.   O próximo jogo será contra o Santa Cruz, em casa. Na sequência outro jogo na Arena Batistão contra o Atlético do Acre. O treinador admite que a estrada é longa, cheia de dificuldades, mas o time está no caminho certo, em busca de uma classificação para a próxima fase. "Tem muita coisa ainda para acontecer na competição. Esses clubes grandes, que estão fora do G-4 se reinventam e a qualquer momento eles podem chegar lá. Nós temos conversado muito no vestiário que ainda falta muita coisa. É muito cedo. A gente tem que aproveitar o momento, mas com muita sabedoria e pés no chão", concluiu o treinador azulino.