Sergipe vai de "misto quente" contra o ASA

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 23/05/2018 às 07:20:00

 

Givaldo Batista
givaldobs@yahoo.com.br
O Sergipe está clas
sificado para a 
próxima fase do Brasileiro da Série D. A briga agora e para ser o primeiro do grupo e tirar vantagem na próxima fase.  O próximo adversário do time rubro é o ASA de Arapiraca, equipe que empatou com o time rubro, na estreia na Arena Batistão. Para essa partida o treinador Edmilson Silva pretende poupar alguns valores e dar oportunidade a jogadores que estão no grupo, mas que não tiveram oportunidade durante a competição. Jogadores como o capitão Ramalho, o lateral Donizete, o zagueiro Alexandre e o meia Brendon não devem enfrentar o ASA.
A novidade para essa parida é que a Federação Alagoana de Futebol (FAF), através da RDI 05/2018 do presidente Felipe Omena Feijó, proíbe a presença das torcidas organizadas do Sergipe, especialmente a Torcida Esquadrão Colorado (TEC). A medida vias evitar conflitos entre torcedores das duas equipes a exemplo do quer aconteceu no último jogo entre Sergipe e ASA, no dia 1º. de abril, na Arena Batistão. 
O documento da FAF veda também o acesso de qualquer instrumento, indumentária objetos como faixas, bandeiras, camisas, bonés, símbolos, calções, agasalhos, touca etc. Resumindo o documento proíbe indiretamente a presença do torcedor rubro, no estádio Coaracy da Mata Fonseca no próximo domingo.
O zagueiro Carlos Alexandre que com sua entrada deu mais estabilidade à defesa do Sergipe, disse que o primeiro objetivo foi alcançado mas exige o mesmo desempenho do grupo no próximo jogo.
- Fizemos um jogo muito bom contra o Central, tanto ofensivamente como defensivamente também. Tirando o jogo contra a Jacuipense fora de casa, no mais, todas as outras partidas a equipe fez um belo trabalho. Sabíamos que não seria fácil - analisou Carlos Alexandre.

O Sergipe está clas sificado para a  próxima fase do Brasileiro da Série D. A briga agora e para ser o primeiro do grupo e tirar vantagem na próxima fase.  O próximo adversário do time rubro é o ASA de Arapiraca, equipe que empatou com o time rubro, na estreia na Arena Batistão. Para essa partida o treinador Edmilson Silva pretende poupar alguns valores e dar oportunidade a jogadores que estão no grupo, mas que não tiveram oportunidade durante a competição. Jogadores como o capitão Ramalho, o lateral Donizete, o zagueiro Alexandre e o meia Brendon não devem enfrentar o ASA.
A novidade para essa parida é que a Federação Alagoana de Futebol (FAF), através da RDI 05/2018 do presidente Felipe Omena Feijó, proíbe a presença das torcidas organizadas do Sergipe, especialmente a Torcida Esquadrão Colorado (TEC). A medida vias evitar conflitos entre torcedores das duas equipes a exemplo do quer aconteceu no último jogo entre Sergipe e ASA, no dia 1º. de abril, na Arena Batistão. 
O documento da FAF veda também o acesso de qualquer instrumento, indumentária objetos como faixas, bandeiras, camisas, bonés, símbolos, calções, agasalhos, touca etc. Resumindo o documento proíbe indiretamente a presença do torcedor rubro, no estádio Coaracy da Mata Fonseca no próximo domingo.
O zagueiro Carlos Alexandre que com sua entrada deu mais estabilidade à defesa do Sergipe, disse que o primeiro objetivo foi alcançado mas exige o mesmo desempenho do grupo no próximo jogo.
- Fizemos um jogo muito bom contra o Central, tanto ofensivamente como defensivamente também. Tirando o jogo contra a Jacuipense fora de casa, no mais, todas as outras partidas a equipe fez um belo trabalho. Sabíamos que não seria fácil - analisou Carlos Alexandre.