PPL confirma Henri Clay pré-candidato ao Senado; partido rejeita Eduardo e Belivaldo

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 31/05/2018 às 10:13:00

 

Em encontro estadual realizado na noite de terça-feira (29), o Partido Pátria Livre definiu, por aclamação, a pré-candidatura do advogado Henri Clay, ao Senado. 
A Executiva também rejeitou, por unanimidade, qualquer coligação com os blocos liderados pelo senador Eduardo Amorim (PSDB) e pelo governador Belivaldo Chagas (PSD), pré-candidatos ao governo. No entanto, o PPL não descartou a possibilidade de aliança com o PSB do deputado federal Valadares Filho para o governo de Sergipe.
"Agora sou pré-candidato para valer e com o apoio total do partido. Assumo a missão social para a qual fui convocado: Defender os direitos do povo e contribuir para instaurar um novo projeto político para Sergipe", afirma Henri Clay.

Em encontro estadual realizado na noite de terça-feira (29), o Partido Pátria Livre definiu, por aclamação, a pré-candidatura do advogado Henri Clay, ao Senado. 
A Executiva também rejeitou, por unanimidade, qualquer coligação com os blocos liderados pelo senador Eduardo Amorim (PSDB) e pelo governador Belivaldo Chagas (PSD), pré-candidatos ao governo. No entanto, o PPL não descartou a possibilidade de aliança com o PSB do deputado federal Valadares Filho para o governo de Sergipe.
"Agora sou pré-candidato para valer e com o apoio total do partido. Assumo a missão social para a qual fui convocado: Defender os direitos do povo e contribuir para instaurar um novo projeto político para Sergipe", afirma Henri Clay.