Sergipe leva a virada do Brasilense

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O Sergipe perdeu de 2x1 para o Brasiliense, de virada e agora tem que vencer o jogo de volta em Aracaju, para passar à próxima fase.
O Sergipe perdeu de 2x1 para o Brasiliense, de virada e agora tem que vencer o jogo de volta em Aracaju, para passar à próxima fase.

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 03/06/2018 às 00:33:00

O Sergipe fez um primeiro tempo excelente contra o Brasiliense no estádio Abadião em Ceilândia-DF, abriu o marcador com William Paulista, criou boas oportunidades para ampliar e sair o primeiro tempo com uma boa vantagem o que não aconteceu. O segundo gol não saiu. No segundo tempo o Sergipe não repetiu a atuação levou dois gols de Aldo e Romarinho e perdeu o jogo de virada.
Agora o time rubro se vê na obrigação de vencer o jogo de volta marcado para o próximo sábado na Arena Batistão. O Brasiliense joga pelo empate. O Sergipe precisa vencer por diferença superior a um gol para conquistar a classificação. Diferença de um gol leva a decisão para os pênaltis.
Sergipe melhor – Mesmo jogando na casa do adversário jogadores do Sergipe não se intimidaram e partiram para o afraque. O Sergipe foi melhor nessa fase do jogo, dominou a partida e criou dificuldades para o goleiro Edmar Sucuri, que se constituiu no melhor jogador nesse primeiro tempo.
Mas de tanto insistir, o Sergipe conseguiu o primeiro gol. Aos 24 minutos, Donizete lançou a bola na área e Willian Paulista, surgiu entre os zagueiros para, de cabeça marcar o gol do Sergipe. O time rubro continuou dominando a partida, mas cometendo os pecados de outras jornadas, os erros nas finalizações. Mesmo assim, o primeiro tempo se encerrou com a vantagem e domínio do Sergipe.
A virada do Brasiliense – No segundo tempo logo nos primeiros minutos, o empate do Brasiliense. Um minuto de jogo e Morais cobra a falta. Manda a bola na área e Aldo desvia de cabeça para empatar a partida no Abadião. O gol desestabilizou o time rubro. O Brasiliense criou várias oportunidades e em muitas delas o goleiro Jean surgiu coo salvador da pátria mais uma vez. Até que aos 19 minutos, Romarinho recebe na área, faz o giro em cima do zagueiro e manda no ângulo, fazendo um golaço. O segundo do Brasiliense, o gol da virada.
A partir desse momento o jogo era do Brasiliense, que esteve mais perto do terceiro gol do que ao Sergipe de chegar ao empate. O árbitro deu 4 minutos de acréscimos e a partida foi até o s 49, sem modificação no placar.
O Brasiliense venceu com: Edmar Sucuri; Gabriel, Preto Costa, Lúcio (capitão) e Wellington Saci: Aldo, Peninha, Erick Flores e Morais; Nunes e Reinaldo. Técnico: Ailton Ferraz. O Sergipe perdeu de virada com: Jean: Augusto Potiguar, Cláudio Baiano, Heverton e Marinho Donizete; Brendon, Danilo Rios, Ramalho., Natan e Diogo; Willian Paulista. Técnico: Edmilson Silva.
A arbitragem esteve sob a responsabilidade do paraense Wasley do Couto Leão (CBF), tendo como assistentes Marcio Gleidson Correia Dias (CBF) e Luís Diego Nascimento Lopes (CBF). A renda do jogo foi de R$ 3.570,00 para apenas 825 pagantes.