Milton Dantas é reeleito por maioria de votos

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
A Assembleia Geral Eletiva da Federação Sergipana de Futebol (FSF) se reuniu na tarde desta terça-feira para eleger Milton Dantas, para seu segundo mandato
A Assembleia Geral Eletiva da Federação Sergipana de Futebol (FSF) se reuniu na tarde desta terça-feira para eleger Milton Dantas, para seu segundo mandato

A mesa escrutinadora que teve os presidentes do Estanciano e do Dorense, contou os votos que reelegeram Milton Dantas
A mesa escrutinadora que teve os presidentes do Estanciano e do Dorense, contou os votos que reelegeram Milton Dantas

Hyago França e Amilton Gomes presidiram a assembleia eletiva, que premiou Milton Dantas com mais um mandato
Hyago França e Amilton Gomes presidiram a assembleia eletiva, que premiou Milton Dantas com mais um mandato

Depois de reeleito Milton Dantas agradeceu o apoio dos clubes e disse que a responsabilidade agora era dobrada, mas prometeu continuar trabalhando pelo crescimento do futebol e dos clubes sergipanos
Depois de reeleito Milton Dantas agradeceu o apoio dos clubes e disse que a responsabilidade agora era dobrada, mas prometeu continuar trabalhando pelo crescimento do futebol e dos clubes sergipanos

Mesmo com todas as dificuldades de locomoção, o presidente do Propriá, Orlando Melo votou em favor de Milton Dantas
Mesmo com todas as dificuldades de locomoção, o presidente do Propriá, Orlando Melo votou em favor de Milton Dantas

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 06/06/2018 às 07:07:00

 

Por grande maioria 
dos votos, o presi-
dente Milton Dantas foi reeleito para mais um período administrativo à frente da Federação Sergipana de Futebol (FSF). O movo mandato abrange ao quadriênio 2020 a 2024. 
Além de Milton Dantas como presidente, foram eleitos também o vice-presidente Luiz Santana, os membros efetivos do Conselho Fiscal, Gilson Doria, Carlos Batalha, Adelmo Rodrigues do Nascimento, Ernando Rodrigues e Renilson Cruz Silva. 
A chapa "Democracia e Transparência" única a concorrer ao pleito da FSF recebe 60 votos a favor e um branco. Desses votos, 46 foram dos clubes profissionais e 14 dos amadores. O voto branco foi de uma equipe amadora. Das equipes profissionais, apenas o Sergipe e o Frei Paulistano, dos 25 clubes profissionais, com direito a voto não compareceram. Dos amadores, sete clubes não compareceram à eleição.
Eleição - Abrindo a assembleia, o presidente Milton Dantas agradeceu as presenças dos dirigentes ali presentes, falou sobre os objetivos da reunião. Como convidados se fizeram presentes, o promotor público Deijaniro Jonas, representante do Ministério Público Estadual (MPE), o representante da ACDS radialista Manoel Sobral (Biel) e o representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), André Meneses.
Composta a mesa, o promotor Deijaniro Jonas foi convidado a ler o edital de convocação. Depois, por indicação do presidente do Amadense, Lolô, foram escolhidos Hyago França e Amilton Gomes, presidente respectivos do Confiança e do Itabaiana, para dirigir os trabalhos, escolhidos como escrutinadores Ronaldo Santos do Dorense e Sidney Araújo, do Estanciano.
Iniciada a votação, o secretário da FSF Orliandes Barros, chamou cada clube nominalmente, recebendo a chapa preta para os clubes profissionais, com peso 2, para cada voto e a chapa verde para os amadores com peso 1, para cada voto.
Encerrada a votação e feita a apuração, constatou-se que 23 clubes profissionais (46 votos) foram a favor da reeleição de Milton Dantas, enquanto 14 amadores (14 votos) votaram a favor de Milton Dantas. Um voto em branco de um clube amador. Assim, Milton Dantas foi reeleito com 60 votos e apenas um voto em branco.
Compromisso - Ao agradecer aos clubes a esmagadora votação, Milton Dantas disse que o resultado dessa eleição aumentava sua responsabilidade à frente da FSF, com a missão de lutar pelo engrandecimento do futebol sergipano.
- A gente só tem que agradecer voto por voto, recebido nessa eleição. Se não fossem vocês, essa entidade não existia. Estamos mais uma vez colocando nossos serviços à disposição do futebol sergipano, pensando unicamente no crescimento desse futebol e no bem-estar dos nossos clubes. Fazer futebol profissional no nosso estado não é fácil. Principalmente pela falta de apoio, pela falta de patrocinadores. Mas nós temos a coragem de correr atrás, de procurar parceiros e patrocinadores e assim continuaremos - disse o presidente reeleito no seu discurso de agradecimento.

Por grande maioria  dos votos, o presi- dente Milton Dantas foi reeleito para mais um período administrativo à frente da Federação Sergipana de Futebol (FSF). O movo mandato abrange ao quadriênio 2020 a 2024. 
Além de Milton Dantas como presidente, foram eleitos também o vice-presidente Luiz Santana, os membros efetivos do Conselho Fiscal, Gilson Doria, Carlos Batalha, Adelmo Rodrigues do Nascimento, Ernando Rodrigues e Renilson Cruz Silva. 
A chapa "Democracia e Transparência" única a concorrer ao pleito da FSF recebe 60 votos a favor e um branco. Desses votos, 46 foram dos clubes profissionais e 14 dos amadores. O voto branco foi de uma equipe amadora. Das equipes profissionais, apenas o Sergipe e o Frei Paulistano, dos 25 clubes profissionais, com direito a voto não compareceram. Dos amadores, sete clubes não compareceram à eleição.
Eleição - Abrindo a assembleia, o presidente Milton Dantas agradeceu as presenças dos dirigentes ali presentes, falou sobre os objetivos da reunião. Como convidados se fizeram presentes, o promotor público Deijaniro Jonas, representante do Ministério Público Estadual (MPE), o representante da ACDS radialista Manoel Sobral (Biel) e o representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), André Meneses.
Composta a mesa, o promotor Deijaniro Jonas foi convidado a ler o edital de convocação. Depois, por indicação do presidente do Amadense, Lolô, foram escolhidos Hyago França e Amilton Gomes, presidente respectivos do Confiança e do Itabaiana, para dirigir os trabalhos, escolhidos como escrutinadores Ronaldo Santos do Dorense e Sidney Araújo, do Estanciano.
Iniciada a votação, o secretário da FSF Orliandes Barros, chamou cada clube nominalmente, recebendo a chapa preta para os clubes profissionais, com peso 2, para cada voto e a chapa verde para os amadores com peso 1, para cada voto.
Encerrada a votação e feita a apuração, constatou-se que 23 clubes profissionais (46 votos) foram a favor da reeleição de Milton Dantas, enquanto 14 amadores (14 votos) votaram a favor de Milton Dantas. Um voto em branco de um clube amador. Assim, Milton Dantas foi reeleito com 60 votos e apenas um voto em branco.
Compromisso - Ao agradecer aos clubes a esmagadora votação, Milton Dantas disse que o resultado dessa eleição aumentava sua responsabilidade à frente da FSF, com a missão de lutar pelo engrandecimento do futebol sergipano.
- A gente só tem que agradecer voto por voto, recebido nessa eleição. Se não fossem vocês, essa entidade não existia. Estamos mais uma vez colocando nossos serviços à disposição do futebol sergipano, pensando unicamente no crescimento desse futebol e no bem-estar dos nossos clubes. Fazer futebol profissional no nosso estado não é fácil. Principalmente pela falta de apoio, pela falta de patrocinadores. Mas nós temos a coragem de correr atrás, de procurar parceiros e patrocinadores e assim continuaremos - disse o presidente reeleito no seu discurso de agradecimento.