Foco para "chapa limpa"

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Ontem, durante lançamento da sua pré-candidatura ao governo, o deputado federal Valadares Filho reconheceu que escolheu o caminho mais difícil nas eleições deste ano. \"Alguns acreditam que, se eu fosse candidato à reeleição, seria bem mais fácil. Mas
Ontem, durante lançamento da sua pré-candidatura ao governo, o deputado federal Valadares Filho reconheceu que escolheu o caminho mais difícil nas eleições deste ano. \"Alguns acreditam que, se eu fosse candidato à reeleição, seria bem mais fácil. Mas

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 09/06/2018 às 06:55:00

 

Com o slogan "#Épravencer" aconteceu 
ontem o lançamento da pré-candida
tura de Valadares Filho (PSB) ao governo do Estado e de Henri Clay (PPL) ao Senado. O ato festivo ocorreu na sede do PSB, com as presenças de cerca de 300 lideranças políticas da capital e interior.  
Nos discursos das lideranças do PSB ficou claro que o foco da campanha eleitoral de Valadares Filho será o da chapa limpa, da ética, da renovação política, tendo um palanque fixa limpa. E que a força estará no voto popular.
Será massificado que uma chapa com nomes como o de Valadares Filho e Henri Clay será uma "chapa com novos valores, novas ideias, eficiente, moderna, que tem zelo pelo dinheiro público, que é ficha limpa e tem a independência e credibilidade necessária para implementar as mudanças que o estado necessita".
Vai ser focado que o pré-candidato do PSB fará um governo limpo, que priorize a gestão, os serviços para o povo e aponte as soluções para "o pior governo da história de Sergipe".
Valadares Filho e Henri Clay não demonstraram qualquer intimidação com relação a comentários de que vão para uma eleição sem grupo político. Estão otimistas com os aliados e com a posição do eleitorado brasileiro de demonstrar insatisfação com a corrupção instalada no país e com o crescimento da violência.
Em seu discurso, VF disse que o próximo governante terá um imenso desafio. "Sei da grande responsabilidade que carregamos nas costas, em poder colocar meu nome em um momento tão difícil de ser governar, em que temos uma incompetência em todas as áreas, seja na saúde, segurança, educação, geração de emprego, infraestrutura. Enfim, teremos muito trabalho, mas ao lado do povo e de uma equipe eficiente que vamos montar nós vamos resgatar a administração em Sergipe".
"O povo quer alguém com credibilidade e independência para fazer aquilo que Sergipe precisa: passado e presente limpo para implementar a política de gestão moderna, eficiente e que vai priorizar a partir de 1º de janeiro de 2019".
O senador Antônio Carlos Valadares (PSB), em seu discurso, mandou um recado para os adversários. Revelou: "Eles dizem que não temos grupo e nem estrutura. O grupo do PSB é o grupo da ficha limpa e a estrutura é a que ninguém tem, a do voto popular".
Trocando em miúdos não restam dúvidas que é para valer a pré-candidatura ao governo de Valadares Filho, que vai disputar a eleição sem medo de ficar sem um mandato e de igual par igual com os outros dois principais adversários: Belivaldo Chagas (PSD) e Eduardo Amorim (PSDB).
Veremos um grande embate político eleitoral entre um deputado federal, um senador e o governador.

Com o slogan "#Épravencer" aconteceu  ontem o lançamento da pré-candida tura de Valadares Filho (PSB) ao governo do Estado e de Henri Clay (PPL) ao Senado. O ato festivo ocorreu na sede do PSB, com as presenças de cerca de 300 lideranças políticas da capital e interior.  
Nos discursos das lideranças do PSB ficou claro que o foco da campanha eleitoral de Valadares Filho será o da chapa limpa, da ética, da renovação política, tendo um palanque fixa limpa. E que a força estará no voto popular.
Será massificado que uma chapa com nomes como o de Valadares Filho e Henri Clay será uma "chapa com novos valores, novas ideias, eficiente, moderna, que tem zelo pelo dinheiro público, que é ficha limpa e tem a independência e credibilidade necessária para implementar as mudanças que o estado necessita".
Vai ser focado que o pré-candidato do PSB fará um governo limpo, que priorize a gestão, os serviços para o povo e aponte as soluções para "o pior governo da história de Sergipe".
Valadares Filho e Henri Clay não demonstraram qualquer intimidação com relação a comentários de que vão para uma eleição sem grupo político. Estão otimistas com os aliados e com a posição do eleitorado brasileiro de demonstrar insatisfação com a corrupção instalada no país e com o crescimento da violência.
Em seu discurso, VF disse que o próximo governante terá um imenso desafio. "Sei da grande responsabilidade que carregamos nas costas, em poder colocar meu nome em um momento tão difícil de ser governar, em que temos uma incompetência em todas as áreas, seja na saúde, segurança, educação, geração de emprego, infraestrutura. Enfim, teremos muito trabalho, mas ao lado do povo e de uma equipe eficiente que vamos montar nós vamos resgatar a administração em Sergipe".
"O povo quer alguém com credibilidade e independência para fazer aquilo que Sergipe precisa: passado e presente limpo para implementar a política de gestão moderna, eficiente e que vai priorizar a partir de 1º de janeiro de 2019".
O senador Antônio Carlos Valadares (PSB), em seu discurso, mandou um recado para os adversários. Revelou: "Eles dizem que não temos grupo e nem estrutura. O grupo do PSB é o grupo da ficha limpa e a estrutura é a que ninguém tem, a do voto popular".
Trocando em miúdos não restam dúvidas que é para valer a pré-candidatura ao governo de Valadares Filho, que vai disputar a eleição sem medo de ficar sem um mandato e de igual par igual com os outros dois principais adversários: Belivaldo Chagas (PSD) e Eduardo Amorim (PSDB).
Veremos um grande embate político eleitoral entre um deputado federal, um senador e o governador.

 

Sem pressa

Valadares Filho disse que vai escolher o seu pré-candidato a vice e definir o outro senador da chapa com muita tranquilidade e paciência, por etapas, dialogando com o povo de Sergipe e outros partidos políticos. "No momento o foco é fortalecer nossa pré-candidatura ao governo e mostrar que na companhia de um nome público como o de Henri Clay vamos oferecer uma chapa que realmente representa a novidade para Sergipe", frisou.

 

Satisfação

 "O momento é de felicidade por ter no inicio de caminhada a companhia de Henri Clay, um homem de extrema credibilidade não só na advocacia mais no estado de Sergipe. Acho que demonstramos a sociedade algo novo, que tenha o sentimento de uma pessoa que tem compromisso com a ética, com aquilo que é limpo e com zelo com o dinheiro", afirmou VF, enfatizando que Henri Clay vai ajudá-lo no Senado a fazer uma gestão moderna e eficiente.

 

Aguardando definições

De Valadares Filho ao ser questionado pela coluna se o senador Valadares (PSB) pode não disputar a reeleição este ano: "Pode ser necessário que ele não seja candidato ou de repente que seja candidato. O senador, com o espírito público que tem e com o compromisso que tem por Sergipe, está, nesse momento, refletindo ao lado do nosso povo e aliado o melhor caminho: se é ser candidato ou não ser".

 

Priorizando VF

Do senador Valadares (PSB) ao ser indagado pela coluna quando definirá se disputará ou não a reeleição na chapa encabeçada pelo filho: "Não tenho pressa. Vamos focar em Valadares Filho. Com o lançamento da sua pré-candidatura agora é preciso se consolidar, ganhar corpo. Meu nome todos conhecem, se resolver ser candidato".   

 

Apostando no projeto

O pré-candidato ao Senado, Henri Clay (PPL), fez questão de ressaltar a escolha do apoio a Valadares Filho. "Esse projeto de renovação política que junta pessoas limpas, de vida limpa e ficha limpa é o projeto que estamos dentro! Iremos de encontro ao povo, abrindo novos horizontes para Sergipe e para o Brasil caminhando com fé, força e firmeza, combatendo e denunciando a corrupção, sempre dando as costas a política que afunda nosso país", disse.

 

Sem alteração

Para o deputado federal André Moura (PSC), pré-candidato a senador na chapa encabeçada pelo senador Eduardo Amorim (PSDB), não muda nada o lançamento da pré-candidatura de VF, que foi bem assediado para ser o vice de Eduardo. Revela que o nome de Valadares Filho para o governo já foi anunciado lá atrás.

 

Campanha light

Segundo André, na sua campanha eleitoral não atacará ninguém. Vai só mostrar o que fez por Sergipe, com a liberação de recursos do governo federal para o Estado e municípios.

 

Apoio a Lula 1

O ex-governador Jackson Barreto (MDB) e o vice-presidente nacional do PT, Marcio Macedo, participaram ontem à noite, em Contagem (MG), do lançamento da pré-candidatura de Lula a presidente da República. Os dois foram oradores no ato político, em que foi lido uma carta que o ex-presidente, que encontra-se preso, fez para o povo e a militância do partido.

 

Apoio a Lula 2

Chegou a declarar Márcio: "O presidente Lula está no coração do povo e o lançamento da pré-candidatura dele à presidência trará esperança novamente para os brasileiros. A prisão política de Lula é injusta e ilegal e os brasileiros estão clamando pela volta dele para colocar o Brasil novamente nos trilhos, pois Temer e sua turma jogaram o país numa crise sem precedentes", disse, enfatizando que o PT vai registrar no dia 15 de agosto a pré-candidatura de Lula, ele estando solto ou ainda na condição de preso político.

 

Alckmin em Sergipe 1

Na próxima segunda-feira, 11, o pré-candidato a presidente da República, Geraldo Alckmin (PSDB), estará em Sergipe. Ele vem ao estado a convite da Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese) para participar de uma edição extra do Almoço com Negócios, que ocorrerá no Radisson Hotel.

 

Alckmin em Sergipe 2

Alckmin concederá uma entrevista à imprensa, às 7h, no hotel Radisson, e às 10h proferirá uma palestra para os empresários e líderes empresariais. Depois o almoço. Devem participar do evento o ex-governador Albano Franco (PSDB) e o senador Eduardo Amorim (PSDB).

 

 Alckmin em Sergipe 3

O tucano é o terceiro pré-candidato ao Planalto a vir a Sergipe nos últimos 30 dias. O primeiro foi Guilherme Boulos (PSOL) e o outro Jair Bolsonaro (PSL), que esteve nessa última quinta-feira em Aracaju participando do lançamento da chapa majoritária do PSL em Sergipe, com João Tarantella (governador), Brenda Gonçalves (vice), Cadu Silva (senador) e Hélio Rubens (senador).   

 

Recursos pra Saúde

Estará em Sergipe na próxima segunda-feira o ministro da Saúde, Gilberto Occhi. No Palácio dos Despachos, ao lado do governador Belivaldo Chagas (PSD), o ministro vai liberar recursos para a Secretaria de Estado da Saúde, na ordem de R$ 50.873.247,00, referente a emenda de bancada.

 

Registro em Propriá

Ontem, durante assinatura de ordem de serviço para pavimentação asfáltica em Propriá, o governador Belivaldo Chagas (PSD) registrou a satisfação em ter empossado Dr. Valberto Lima como secretário da Saúde, mediante a desistência do médico José Hamilton em assumir o comando da pasta. Hamilton, que estava interino na Saúde, é natural de Propriá.  

 

Ponto de vista 1

Do ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Marcelo Ribeiro, ontem, ao proferir palestra no Fórum Sergipano de Direito Eleitoral, promovido pela Assembleia Legislativa: "Eu acho que o Poder Judiciário está entrando demais na seara do Poder Legislativo".

 

Ponto de vista 2

Disse ainda o ex-ministro: "Daqui a pouco, apenas para ilustrar, um deputado vai entender que poderá, devido ao atraso no julgamento de um determinado processo, aparecer amanhã na tribuna e julgar o processo".

 

Veja esssa ...

Do senador Valadares durante discurso no lançamento da pré-candidatura de Valadares Filho ao governo: "Não voto em candidato ficha suja! Não estamos aqui para passar bombril na alma de ninguém. Tem alguns candidatos que fazem de conta que nada aconteceu em nosso país, aparecem na mídia e não estão nem aí. Acham que o povo não está acompanhando o que aconteceu. É como se não tivesse acontecendo nada no Brasil pra essa gente".

 

Curtas

O governador Belivaldo Chagas (PSD), acompanhado do deputado federal Fábio Reis (MDB), foi ontem a São Francisco e Propriá levar investimentos para os municípios

 

Valadares Filho vai disputar o governo do estado tendo hoje o apoio de 10 prefeitos, vários vice-prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e ex-vereadores da capital e interior, além de lideranças políticas e de segmentos de classe.

 

Entre os 10 prefeitos que o apoiam: Zé Rosa (PSB/Siriri), Duílio (PSB/Salgado), Cassinho (PSB/Gracho Cardoso), Iokanaan (PSB/Própria), Dr Thiago (MDB/Dores) e Altair (PSB/São Francisco).  Três só vão declarar apoio depois do dia 30 de junho, com receio de que seja inviabilizado um financiamento da CEF que tá para ser liberado até o final do mês.

 

Entre os ex-prefeitos Rosa (Canindé), Aldon (Dores), Zé Valadares (Simão Dias), Antônio Nery (Tobias Barreto), Carlos Magno (Estância), Robinho (São Domingos), Vagner Quintela (Rosário do Catete) e Osmar Farias (Monte Alegre).

 

Pelo menos quatro vereadores de Aracaju estão apoiando Valadares Filho e marcaram presença ontem no lançamento da pré-candidatura: Anderson de Tuca (PRTB), Seu Marcos (PHS) e os dois vereadores do PSB: Élber Batalha e Lucas Aribé. Além do deputado estadual Luciano Pimentel (PSB).