Entidades reagem à MP 841 assinada por Temer

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 13/06/2018 às 08:15:00

 

A Medida Provisória n° 841, assinada pelo presidente Michel Temer na última segunda-feira (11), está gerando grande preocupação para entidades esportivas e atletas. A MP trata do remanejamento de recursos da área do esporte, para segurança pública no âmbito federal. Embora o entendimento da importância e emergência do investimento em segurança, o que é questionado pelas entidades é a postura do governo em sacrificar ainda mais as políticas sociais, para solucionar outros problemas, como a violência.
O presidente em exercício da Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE), Robson Aguiar, destaca que o Brasil já convive com a falta de uma política esportiva e com esse remanejamento o esporte nacional corre grande risco. "A redução prevista na Medida Provisória do pouco que hoje é investido nos esportes educacional, de rendimento e de participação, em alguns anos ocasionará o extermínio do esporte, além um aumento ainda maior nos já alarmantes índices de violência do país", alerta Robson. 
Câmara dos Deputados realiza nesta quarta-feira, 13, às 15h, audiência sobre o impacto da Medida Provisória nº 841/2018 no orçamento do esporte, bem como sobre a preparação das delegações para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2020. Já estão confirmadas as presenças de representantes do COB, CPB, CBC, da Secretaria Nacional de Esporte de Alto Rendimento do Ministério do Esporte, da Comissão de Atletas do COB, além de secretários municipais e estaduais de esportes.

A Medida Provisória n° 841, assinada pelo presidente Michel Temer na última segunda-feira (11), está gerando grande preocupação para entidades esportivas e atletas. A MP trata do remanejamento de recursos da área do esporte, para segurança pública no âmbito federal. Embora o entendimento da importância e emergência do investimento em segurança, o que é questionado pelas entidades é a postura do governo em sacrificar ainda mais as políticas sociais, para solucionar outros problemas, como a violência.
O presidente em exercício da Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE), Robson Aguiar, destaca que o Brasil já convive com a falta de uma política esportiva e com esse remanejamento o esporte nacional corre grande risco. "A redução prevista na Medida Provisória do pouco que hoje é investido nos esportes educacional, de rendimento e de participação, em alguns anos ocasionará o extermínio do esporte, além um aumento ainda maior nos já alarmantes índices de violência do país", alerta Robson. 
Câmara dos Deputados realiza nesta quarta-feira, 13, às 15h, audiência sobre o impacto da Medida Provisória nº 841/2018 no orçamento do esporte, bem como sobre a preparação das delegações para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2020. Já estão confirmadas as presenças de representantes do COB, CPB, CBC, da Secretaria Nacional de Esporte de Alto Rendimento do Ministério do Esporte, da Comissão de Atletas do COB, além de secretários municipais e estaduais de esportes.