TCE reunirá Prefeituras e Câmaras para apresentar exigências de Transparência

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O presidente do TCE/SE, Ulices Andrade
O presidente do TCE/SE, Ulices Andrade

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 19/06/2018 às 05:29:00

 

O Tribunal de Contas do Estado (TCE), por meio da Diretoria de Controle Externo de Obras e Serviços (Dceos), promoverá nesta quarta-feira, dia 20 de junho, às 9h, um encontro para apresentação das medidas de Transparência previstas pela Resolução nº 311/2018, que trata da disponibilização de dados e informações nos portais da transparência das unidades jurisdicionadas, assim como procedimentos de avaliação, fiscalização e sanções a serem adotados pela Corte de Contas.
Na ocasião, vai ser divulgada a métrica de referência definida pela Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (Enccla). Ela será utilizada pelo TCE/SE para avaliação e fiscalização, levando em conta resolução da Associação de Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon).
Entre os objetivos da regulamentação estão a padronização de conceitos e procedimentos e a definição de critérios de fiscalização, avaliação e classificação dos portais, estabelecendo-se o índice de transparência mediante critérios pré-definidos de transparência ativa, passiva e boas práticas.
A Resolução diz que cabe à Dceos, através da Coordenadoria de Auditoria Operacional, as fiscalizações dos portais da transparência, que serão realizadas a qualquer tempo, com avaliação divulgada duas vezes por ano, obrigando a atualização constante dos portais pelas unidades jurisdicionadas, possibilitando que a população tenha acesso a dados e informações atualizados. 
Segundo o conselheiro-presidente Ulices de Andrade Filho, a ideia é que o cidadão possa ter acesso às informações atualizadas do seu município e do Estado, de forma simples e clara, em cumprimento ao que prevê a Constituição Federal, a LRF e a Lei da Transparência.

O Tribunal de Contas do Estado (TCE), por meio da Diretoria de Controle Externo de Obras e Serviços (Dceos), promoverá nesta quarta-feira, dia 20 de junho, às 9h, um encontro para apresentação das medidas de Transparência previstas pela Resolução nº 311/2018, que trata da disponibilização de dados e informações nos portais da transparência das unidades jurisdicionadas, assim como procedimentos de avaliação, fiscalização e sanções a serem adotados pela Corte de Contas.
Na ocasião, vai ser divulgada a métrica de referência definida pela Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (Enccla). Ela será utilizada pelo TCE/SE para avaliação e fiscalização, levando em conta resolução da Associação de Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon).
Entre os objetivos da regulamentação estão a padronização de conceitos e procedimentos e a definição de critérios de fiscalização, avaliação e classificação dos portais, estabelecendo-se o índice de transparência mediante critérios pré-definidos de transparência ativa, passiva e boas práticas.
A Resolução diz que cabe à Dceos, através da Coordenadoria de Auditoria Operacional, as fiscalizações dos portais da transparência, que serão realizadas a qualquer tempo, com avaliação divulgada duas vezes por ano, obrigando a atualização constante dos portais pelas unidades jurisdicionadas, possibilitando que a população tenha acesso a dados e informações atualizados. 
Segundo o conselheiro-presidente Ulices de Andrade Filho, a ideia é que o cidadão possa ter acesso às informações atualizadas do seu município e do Estado, de forma simples e clara, em cumprimento ao que prevê a Constituição Federal, a LRF e a Lei da Transparência.