Dívidas e redução de custos são pauta de reunião entre secretários de Estado da Saúde e Fazenda

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 20/06/2018 às 07:48:00

 

O secretário de Estado da Saúde (SES), Valberto Lima, manteve ontem uma reunião com o secretário de Estado da Fazenda (Sefaz), Ademário Alves. Em pauta, os repasses e dívidas da Saúde. Participam também da reunião o diretor da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS), Jorge Kleber Lima e as equipes técnicas das duas secretarias.
Para o secretário da Saúde, Valberto Lima, o objetivo é equacionar as dívidas e honrar com os fornecedores, por meio de um planejamento, inicialmente, sobre o que é prioritário.
"O secretário da Fazenda, Ademário, veio com a sua equipe aqui e  realizamos um planejamento que possibilitará que a Saúde comece a encontrar uma forma de resolver esse grande gargalo, que são as dívidas. Estamos seguindo a orientação do governador do Estado, Belivaldo Chagas, para buscar soluções e estamos empenhados nisso. Ademário detém o controle dos gastos do estado e está nos dando uma grande contribuição", revela o secretário da Saúde, Valberto.
O secretário de Estado da Fazenda (Sefaz), Ademário Alves, relata que no encontro foi feito um levantamento das principais despesas de custeio da secretaria da Saúde e a partir daí foi traçada uma estratégia de diálogo com os fornecedores sobre os contratos em atraso.
"Iremos propor reduções de preços para conseguirmos deixar o valor do custeio da SES dentro de um patamar que seja possível o estado pagar, mas sem abrir mão da qualidade da prestação de serviço, que hoje é mantido. A ideia é desafiadora que é diminuir despesas que não são essenciais e aumentar investimento na parte essencial que é o que a população precisa como medicamentos e a qualidade do atendimento nos hospitais ", explica Ademário.
Sobre as dívidas da Secretaria da Saúde, o secretário da Fazenda tranqüiliza. "Fizemos o mapeamento do montante das dívidas. Buscaremos uma alternativa para apresentar aos fornecedores nas próximas semanas", adianta.

O secretário de Estado da Saúde (SES), Valberto Lima, manteve ontem uma reunião com o secretário de Estado da Fazenda (Sefaz), Ademário Alves. Em pauta, os repasses e dívidas da Saúde. Participam também da reunião o diretor da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS), Jorge Kleber Lima e as equipes técnicas das duas secretarias.
Para o secretário da Saúde, Valberto Lima, o objetivo é equacionar as dívidas e honrar com os fornecedores, por meio de um planejamento, inicialmente, sobre o que é prioritário.
"O secretário da Fazenda, Ademário, veio com a sua equipe aqui e  realizamos um planejamento que possibilitará que a Saúde comece a encontrar uma forma de resolver esse grande gargalo, que são as dívidas. Estamos seguindo a orientação do governador do Estado, Belivaldo Chagas, para buscar soluções e estamos empenhados nisso. Ademário detém o controle dos gastos do estado e está nos dando uma grande contribuição", revela o secretário da Saúde, Valberto.
O secretário de Estado da Fazenda (Sefaz), Ademário Alves, relata que no encontro foi feito um levantamento das principais despesas de custeio da secretaria da Saúde e a partir daí foi traçada uma estratégia de diálogo com os fornecedores sobre os contratos em atraso.
"Iremos propor reduções de preços para conseguirmos deixar o valor do custeio da SES dentro de um patamar que seja possível o estado pagar, mas sem abrir mão da qualidade da prestação de serviço, que hoje é mantido. A ideia é desafiadora que é diminuir despesas que não são essenciais e aumentar investimento na parte essencial que é o que a população precisa como medicamentos e a qualidade do atendimento nos hospitais ", explica Ademário.
Sobre as dívidas da Secretaria da Saúde, o secretário da Fazenda tranqüiliza. "Fizemos o mapeamento do montante das dívidas. Buscaremos uma alternativa para apresentar aos fornecedores nas próximas semanas", adianta.