Árbitro holandês apitará Brasil e Costa Rica

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 21/06/2018 às 06:38:00

 

O árbitro holandês Bjorn Kuipers foi selecionado para apitar o próximo jogo da seleção brasileira na Copa do Mundo. Na sexta-feira, às 9h (de Brasília), a equipe comandada por Tite enfrentará a Costa Rica, em São Petersburgo, pela segunda rodada do Grupo E.
Kuipers já apitou no Mundial o duelo entre Uruguai e Egito. A partida não teve lances polêmicos e terminou com vitória da seleção sul-americana por 1 a 0, com um gol nos acréscimos de Giménez. O holandês será auxiliado pelos compatriotas Sander van Roekel e Erwin Zeinstra.
O esloveno Damir Skomina será o árbitro de vídeo. Ele apitou a vitória do Japão por 2 a 1 sobre a Colômbia. No duelo, ele expulsou corretamente o volante sul-americano Carlos Sánchez antes dos três minutos de partida - o jogador colocou a mão na bola dentro da área. O pênalti ocasionou o primeiro gol japonês.
A seleção brasileira estreou com empate contra Suíça em 1 a 1 e a arbitragem da partida repercute até agora. A CBF encaminhou reclamação formal à Fifa sobre o árbitro de vídeo, que não assinalou falta em Miranda no gol adversário.
Nesta quarta-feira, a Fifa respondeu à queixa da CBF sobre a utilização do VAR. Mas indicou que não irá revelar o conteúdo do texto e também não fornecerá a entidade brasileira o áudio das conversas entre os árbitros.

O árbitro holandês Bjorn Kuipers foi selecionado para apitar o próximo jogo da seleção brasileira na Copa do Mundo. Na sexta-feira, às 9h (de Brasília), a equipe comandada por Tite enfrentará a Costa Rica, em São Petersburgo, pela segunda rodada do Grupo E.
Kuipers já apitou no Mundial o duelo entre Uruguai e Egito. A partida não teve lances polêmicos e terminou com vitória da seleção sul-americana por 1 a 0, com um gol nos acréscimos de Giménez. O holandês será auxiliado pelos compatriotas Sander van Roekel e Erwin Zeinstra.
O esloveno Damir Skomina será o árbitro de vídeo. Ele apitou a vitória do Japão por 2 a 1 sobre a Colômbia. No duelo, ele expulsou corretamente o volante sul-americano Carlos Sánchez antes dos três minutos de partida - o jogador colocou a mão na bola dentro da área. O pênalti ocasionou o primeiro gol japonês.
A seleção brasileira estreou com empate contra Suíça em 1 a 1 e a arbitragem da partida repercute até agora. A CBF encaminhou reclamação formal à Fifa sobre o árbitro de vídeo, que não assinalou falta em Miranda no gol adversário.
Nesta quarta-feira, a Fifa respondeu à queixa da CBF sobre a utilização do VAR. Mas indicou que não irá revelar o conteúdo do texto e também não fornecerá a entidade brasileira o áudio das conversas entre os árbitros.