Nova Diretoria do Sintasa é empossada para Gestão 2018/2024

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Augusto Couto volta a assumir a presidência do Sintasa
Augusto Couto volta a assumir a presidência do Sintasa

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 27/06/2018 às 07:07:00

 

Em solenidade prestigiada por representantes de várias entidades sindicais e de classe, a nova Diretoria do Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa) - eleita no pleito eleitoral realizado no dia 20 deste mês, com 79,72% dos votos - tomou posse na segunda-feira, tendo como presidente reeleito Augusto Couto.
Coube à interventora judicial Luana Mendonça conduzir o evento solene, bem como devolver o comando do Sintasa ao presidente. Designada pela juíza titular da 1ª Vara da Justiça do Trabalho para acompanhar o novo processo eleitoral do sindicato, após anulação do pleito de março, ela ficou responsável pela administração da instituição de 1º de maio até esta segunda-feira (25).
Em reconhecimento ao trabalho desenvolvido no período de intervenção, o presidente fez questão de agradecer à Luana Mendonça e homenageá-la entregando flores. "Agradecemos, primeiramente, a Deus por esta vitória, afirmando que o sindicato está de portas abertas. Pode vir oposição, não oposição, que vamos acolher, sendo filiado ao sindicato, sem diferença de tratamento", destacou Augusto.
Mais uma vez, o presidente ressaltou que há uma série de metas, reivindicações da categoria que serão dadas continuidade. "A partir de agora, é vida que segue. Vamos trabalhar, mostrar serviço. Já vamos retomar nossas atividades. Temos atos à vista, a exemplo da mobilização do SAMU, categoria que sempre trabalhamos juntos. Daqui para frente é isso, só lutar, correr atrás das coisas que ficaram paradas, as negociações, os acordos coletivos", informou.
De acordo com o presidente, em breve, o Sintasa conversará com dirigentes da Administração Estadual. "Temos aí a negociação com Governo do Estado, a equiparação das gratificações dos servidores estatutários, dos auxiliares de Enfermagem que estavam no nível básico para o nível médio. O sindicato já foi convidado pelo governador para dialogar, mas hoje não podemos ir. Contudo, procurarei saber da situação", afirmou.

Em solenidade prestigiada por representantes de várias entidades sindicais e de classe, a nova Diretoria do Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa) - eleita no pleito eleitoral realizado no dia 20 deste mês, com 79,72% dos votos - tomou posse na segunda-feira, tendo como presidente reeleito Augusto Couto.
Coube à interventora judicial Luana Mendonça conduzir o evento solene, bem como devolver o comando do Sintasa ao presidente. Designada pela juíza titular da 1ª Vara da Justiça do Trabalho para acompanhar o novo processo eleitoral do sindicato, após anulação do pleito de março, ela ficou responsável pela administração da instituição de 1º de maio até esta segunda-feira (25).
Em reconhecimento ao trabalho desenvolvido no período de intervenção, o presidente fez questão de agradecer à Luana Mendonça e homenageá-la entregando flores. "Agradecemos, primeiramente, a Deus por esta vitória, afirmando que o sindicato está de portas abertas. Pode vir oposição, não oposição, que vamos acolher, sendo filiado ao sindicato, sem diferença de tratamento", destacou Augusto.
Mais uma vez, o presidente ressaltou que há uma série de metas, reivindicações da categoria que serão dadas continuidade. "A partir de agora, é vida que segue. Vamos trabalhar, mostrar serviço. Já vamos retomar nossas atividades. Temos atos à vista, a exemplo da mobilização do SAMU, categoria que sempre trabalhamos juntos. Daqui para frente é isso, só lutar, correr atrás das coisas que ficaram paradas, as negociações, os acordos coletivos", informou.
De acordo com o presidente, em breve, o Sintasa conversará com dirigentes da Administração Estadual. "Temos aí a negociação com Governo do Estado, a equiparação das gratificações dos servidores estatutários, dos auxiliares de Enfermagem que estavam no nível básico para o nível médio. O sindicato já foi convidado pelo governador para dialogar, mas hoje não podemos ir. Contudo, procurarei saber da situação", afirmou.