Seleção Brasileira está nas oitavas de final

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O zagueiro Thiago Silva subiu entre os zagueiros para cabecear e fazer o segundo gol do Brasil na vitória de 2x0 contra a Sérvia
O zagueiro Thiago Silva subiu entre os zagueiros para cabecear e fazer o segundo gol do Brasil na vitória de 2x0 contra a Sérvia

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 28/06/2018 às 07:54:00

 

Givaldo Batista
Givaldobs@yahoo.com.br
Com gols de Paulinho 
e Thiago Silva, o Bra-
sil venceu a Sérvia por 2 a 0 e garantiu a liderança do Grupo E na primeira fase da Copa do Mundo. Pressionada por um bom resultado, a Seleção Brasileira de Tite conseguiu controlar a partida e assegurou o resultado no Spartak Stadium. Classificado, o time enfrentará o México pelas oitavas de final na próxima segunda-feira, às 11 horas, em Samara, enquanto o adversário volta para a casa mais cedo.
No outro jogo do grupo, a Suíça empatou por 2 a 2 com a Costa Rica, garantiu a classificação e enfrenta a Suécia nas oitavas de final na próxima terça-feira, às 11 horas, em São Petersburgo. Destaque da Seleção Brasileira foi a disciplina tática, que mesmo com Casemiro, Neymar e Philippe Coutinho pendurados, o time saiu do gramado sem receber nenhum cartão amarelo. Marcelo, por outro lado, sentiu uma lesão na lombar e passou a ser dúvida para a próxima fase.
Domínio brasileiro - O Brasil começou o jogo em alta intensidade. Com apenas um minuto de jogo Neymar avançou pela direita, cortou a marcação e deixou com Philippe Coutinho, que arriscou de fora da grande área, mas ele carimbou Gabriel Jesus, que estava impedido. Depois, o camisa nove recebeu frente a frente com Stojkovic, mas bateu em cima do goleiro. Assim como no primeiro lance, o jogador estava em posição irregular e invalidou a jogada.
Com sete minutos o lateral esquerdo Marcelo, um dos pilares do técnico Tite na Seleção Brasileira, sentiu um problema e jogou a bola para fora. Pouco tempo depois ele teve que ser substituído por Filipe Luís e saiu diretamente para o vestiário, com a expressão de quem sentia muita dor. Dentro de campo, o Brasil sentiu a saída do jogador e caiu de rendimento, dando espaço para a Sérvia começar a trabalhar as suas jogadas.
Aumentando a confiança, Neymar arrumou um lançamento na medida para Gabriel Jesus, aos 28 minutos. O atacante até hesitou, aguardando o auxiliar confirmar a posição regular. Depois de tanto insistir, o Brasil finalmente abriu o placar aos 35 minutos do primeiro tempo. No meio de campo, Philippe Coutinho lançou Paulinho, que entrou em velocidade. O volante saiu frente a frente com Stojkovic, aguardou o quique da bola e tocou por cima do goleiro, abrindo o placar em Spartak. A Sérvia tinha dificuldade para criar, mas arriscava em bolas alçadas na grande área.
Placar definido - No segundo tempo, o Brasil chegou com 11 minutos, com Neymar recebendo um belo lançamento pela esquerda, no um contra um. Ele cortou para a linha de fundo e bateu cruzado, mas o goleiro conseguiu jogar pela linha de fundo. A Sérvia respondeu à altura aos 15 minutos. Em cruzamento da esquerda, Alisson saiu mal do gol e sobrou para Mitrovic, que errou o cabeceio e acabou jogando em cima de Thiago Silva, mesmo com o gol aberto.
Sentindo o momento de pressão, a Seleção Brasileira passou a trocar passes no campo ofensivo, sem deixar o adversário chegar. Para reestruturar o meio de campo, Tite chamou Fernandinho no lugar de Paulinho. Antes da substituição, aos 19 minutos, Mitrovic recebeu um novo cruzamento pela direita, desta vez pelo alto. Ele subiu muito mais que a marcação e testou no chão, mas Alisson conseguiu fazer uma bela defesa para evitar o empate. 
No momento de maior pressão saiu o segundo gol do Brasil. Em cobrança de escanteio de Neymar, aos 22 minutos, Thiago Silva tomou a frente de Milenkovic e testou no primeiro pau para ampliar a vitória. Na reta final da partida o Brasil poderia ter ampliado o placar. 
Com 40 minutos, Fernandinho tentou o arremate, a bola explodiu na marcação e sobrou para Neymar, que tentou driblar Stojkovic, mas o goleiro conseguiu se recuperar e ficou com ela. Depois, com 44, novamente com o camisa 10, a marcação da Sérvia conseguiu fechar o espaço e travou o chute, em lance de um contra um. Garantido na próxima fase, a Seleção passou a trocar passes.
Brasil jogou com: Alisson, Fagner, Miranda, Thiago Silva e Marcelo (Filipe Luís); Casemiro, Paulinho (Fernandinho) e Philippe Coutinho (Renato Augusto); Willian, Neymar e Gabriel Jesus.

Com gols de Paulinho  e Thiago Silva, o Bra- sil venceu a Sérvia por 2 a 0 e garantiu a liderança do Grupo E na primeira fase da Copa do Mundo. Pressionada por um bom resultado, a Seleção Brasileira de Tite conseguiu controlar a partida e assegurou o resultado no Spartak Stadium. Classificado, o time enfrentará o México pelas oitavas de final na próxima segunda-feira, às 11 horas, em Samara, enquanto o adversário volta para a casa mais cedo.
No outro jogo do grupo, a Suíça empatou por 2 a 2 com a Costa Rica, garantiu a classificação e enfrenta a Suécia nas oitavas de final na próxima terça-feira, às 11 horas, em São Petersburgo. Destaque da Seleção Brasileira foi a disciplina tática, que mesmo com Casemiro, Neymar e Philippe Coutinho pendurados, o time saiu do gramado sem receber nenhum cartão amarelo. Marcelo, por outro lado, sentiu uma lesão na lombar e passou a ser dúvida para a próxima fase.

Domínio brasileiro - O Brasil começou o jogo em alta intensidade. Com apenas um minuto de jogo Neymar avançou pela direita, cortou a marcação e deixou com Philippe Coutinho, que arriscou de fora da grande área, mas ele carimbou Gabriel Jesus, que estava impedido. Depois, o camisa nove recebeu frente a frente com Stojkovic, mas bateu em cima do goleiro. Assim como no primeiro lance, o jogador estava em posição irregular e invalidou a jogada.
Com sete minutos o lateral esquerdo Marcelo, um dos pilares do técnico Tite na Seleção Brasileira, sentiu um problema e jogou a bola para fora. Pouco tempo depois ele teve que ser substituído por Filipe Luís e saiu diretamente para o vestiário, com a expressão de quem sentia muita dor. Dentro de campo, o Brasil sentiu a saída do jogador e caiu de rendimento, dando espaço para a Sérvia começar a trabalhar as suas jogadas.
Aumentando a confiança, Neymar arrumou um lançamento na medida para Gabriel Jesus, aos 28 minutos. O atacante até hesitou, aguardando o auxiliar confirmar a posição regular. Depois de tanto insistir, o Brasil finalmente abriu o placar aos 35 minutos do primeiro tempo. No meio de campo, Philippe Coutinho lançou Paulinho, que entrou em velocidade. O volante saiu frente a frente com Stojkovic, aguardou o quique da bola e tocou por cima do goleiro, abrindo o placar em Spartak. A Sérvia tinha dificuldade para criar, mas arriscava em bolas alçadas na grande área.

Placar definido - No segundo tempo, o Brasil chegou com 11 minutos, com Neymar recebendo um belo lançamento pela esquerda, no um contra um. Ele cortou para a linha de fundo e bateu cruzado, mas o goleiro conseguiu jogar pela linha de fundo. A Sérvia respondeu à altura aos 15 minutos. Em cruzamento da esquerda, Alisson saiu mal do gol e sobrou para Mitrovic, que errou o cabeceio e acabou jogando em cima de Thiago Silva, mesmo com o gol aberto.
Sentindo o momento de pressão, a Seleção Brasileira passou a trocar passes no campo ofensivo, sem deixar o adversário chegar. Para reestruturar o meio de campo, Tite chamou Fernandinho no lugar de Paulinho. Antes da substituição, aos 19 minutos, Mitrovic recebeu um novo cruzamento pela direita, desta vez pelo alto. Ele subiu muito mais que a marcação e testou no chão, mas Alisson conseguiu fazer uma bela defesa para evitar o empate. 
No momento de maior pressão saiu o segundo gol do Brasil. Em cobrança de escanteio de Neymar, aos 22 minutos, Thiago Silva tomou a frente de Milenkovic e testou no primeiro pau para ampliar a vitória. Na reta final da partida o Brasil poderia ter ampliado o placar. 
Com 40 minutos, Fernandinho tentou o arremate, a bola explodiu na marcação e sobrou para Neymar, que tentou driblar Stojkovic, mas o goleiro conseguiu se recuperar e ficou com ela. Depois, com 44, novamente com o camisa 10, a marcação da Sérvia conseguiu fechar o espaço e travou o chute, em lance de um contra um. Garantido na próxima fase, a Seleção passou a trocar passes.Brasil jogou com: Alisson, Fagner, Miranda, Thiago Silva e Marcelo (Filipe Luís); Casemiro, Paulinho (Fernandinho) e Philippe Coutinho (Renato Augusto); Willian, Neymar e Gabriel Jesus.