'Pente-fino' aborta fuga de 11 presos no presídio de Glória

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 29/06/2018 às 07:27:00

 

Um plano de fuga de pelo menos 11 presos foi abortado no Presídio Regional Senador Leite Neto (Preslen), em Nossa Senhora da Glória (Sertão), que foi alvo de uma operação pente-fino feita por agentes do Departamento do Sistema Penitenciário (Desipe). Segundo a Secretaria Estadual de Justiça (Sejuc), equipes de agentes e guardas prisionais começaram a fazer uma revista detalhada nas celas e nos corredores, apoiados por equipes de unidades especializadas das polícias Civil e Militar. Os trabalhos começaram por volta das 5h e foram deflagrados a partir da denúncia de que alguns internos estavam planejando uma fuga em massa, aproveitando as festas de São Pedro e com o apoio de pessoas que estariam postadas no lado de fora do presídio. 
Até o final da manhã, 11 detentos foram identificados como participantes do plano de fuga e, segundo a Sejuc, serão transferidos para outras unidades, a critério da direção do Desipe. A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o caso e já investiga quais seriam as pessoas que, do lado de fora da prisão, iriam dar a apoio a uma possível fuga.
A Sejuc ressalta que as operações pente-fino nas unidades são comuns, desde que o secretário Cristiano Barreto, assumiu a pasta em janeiro do ano passado, e que não há registros de fugas no sistema penitenciário sergipano há um ano e quatro meses. Cristiano ressalta que o trabalho em conjunto com outras instituições de segurança pública é de vital importância para a tranquilidade no sistema. O Preslen tem, atualmente, 377 internos, mas sua capacidade atual é para 201 presos.
Prisões - Três homens e uma mulher foram presos pelos agentes e guardas prisionais quando arremessavam produtos ilícitos para área interna do Complexo Penitenciário Dr. Manoel Carvalho Neto (Copemcan), na tarde da quarta-feira. Eles foram flagrados pelas câmeras do circuito interno de TV da unidade. A equipe de plantão recolheu 103 papelotes de maconha, 13 celulares, 12 carregadores e 12 fones de ouvido. As pessoas detidas foram levadas para a delegacia de polícia do município de São Cristóvão.
 Além de ter prendido as quatro pessoas, a direção do Copemcan instaurou um procedimento administrativo para identificar para quem seriam enviados o material apreendido. Outra informação que será checada no procedimento é apurar qual a relação que as pessoas presas têm com estes internos.
Para o secretário de Justiça, Cristiano Barreto, essas prisões só provam que os investimentos da secretaria estão no caminho certo. "Infelizmente ainda existem situações como essa flagranteada, mas estamos nos preparando cada dia para coibir esse tipo de ação", garantiu.
A sala de monitoramento do Copemcan possui 126 câmaras, que observam a parte interna e externa da unidade. Entre esses equipamentos, estão as câmeras speed dome que conseguem filmar com nitidez em longa distância.

Um plano de fuga de pelo menos 11 presos foi abortado no Presídio Regional Senador Leite Neto (Preslen), em Nossa Senhora da Glória (Sertão), que foi alvo de uma operação pente-fino feita por agentes do Departamento do Sistema Penitenciário (Desipe). Segundo a Secretaria Estadual de Justiça (Sejuc), equipes de agentes e guardas prisionais começaram a fazer uma revista detalhada nas celas e nos corredores, apoiados por equipes de unidades especializadas das polícias Civil e Militar. Os trabalhos começaram por volta das 5h e foram deflagrados a partir da denúncia de que alguns internos estavam planejando uma fuga em massa, aproveitando as festas de São Pedro e com o apoio de pessoas que estariam postadas no lado de fora do presídio. 
Até o final da manhã, 11 detentos foram identificados como participantes do plano de fuga e, segundo a Sejuc, serão transferidos para outras unidades, a critério da direção do Desipe. A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o caso e já investiga quais seriam as pessoas que, do lado de fora da prisão, iriam dar a apoio a uma possível fuga.
A Sejuc ressalta que as operações pente-fino nas unidades são comuns, desde que o secretário Cristiano Barreto, assumiu a pasta em janeiro do ano passado, e que não há registros de fugas no sistema penitenciário sergipano há um ano e quatro meses. Cristiano ressalta que o trabalho em conjunto com outras instituições de segurança pública é de vital importância para a tranquilidade no sistema. O Preslen tem, atualmente, 377 internos, mas sua capacidade atual é para 201 presos.
Prisões - Três homens e uma mulher foram presos pelos agentes e guardas prisionais quando arremessavam produtos ilícitos para área interna do Complexo Penitenciário Dr. Manoel Carvalho Neto (Copemcan), na tarde da quarta-feira. Eles foram flagrados pelas câmeras do circuito interno de TV da unidade. A equipe de plantão recolheu 103 papelotes de maconha, 13 celulares, 12 carregadores e 12 fones de ouvido. As pessoas detidas foram levadas para a delegacia de polícia do município de São Cristóvão.
 Além de ter prendido as quatro pessoas, a direção do Copemcan instaurou um procedimento administrativo para identificar para quem seriam enviados o material apreendido. Outra informação que será checada no procedimento é apurar qual a relação que as pessoas presas têm com estes internos.
Para o secretário de Justiça, Cristiano Barreto, essas prisões só provam que os investimentos da secretaria estão no caminho certo. "Infelizmente ainda existem situações como essa flagranteada, mas estamos nos preparando cada dia para coibir esse tipo de ação", garantiu.
A sala de monitoramento do Copemcan possui 126 câmaras, que observam a parte interna e externa da unidade. Entre esses equipamentos, estão as câmeras speed dome que conseguem filmar com nitidez em longa distância.