De olho no México

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
DEPOIS DA FOLGA APÓS VITÓRIA CONTRA A SÉRVIA, JOGADORES DA SELEÇÃO BRASILEIRA VOLTARAM AOS TREINOS NA SEXTA-FEIRA PARA O JOGO CONTRA O MÉXICO
DEPOIS DA FOLGA APÓS VITÓRIA CONTRA A SÉRVIA, JOGADORES DA SELEÇÃO BRASILEIRA VOLTARAM AOS TREINOS NA SEXTA-FEIRA PARA O JOGO CONTRA O MÉXICO

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 30/06/2018 às 00:52:00

O Brasil tem pela frente nas oitavas de final da Copa do Mundo um dos adversários que mais vezes enfrentou na história do torneio. Será o quinto duelo contra o México - apenas a Suécia, com sete, foi repetida mais vezes -, e o retrospecto é bastante favorável. São três vitórias, um empate e nenhum gol sofrido.
Desta vez, será o primeiro confronto eliminatório em Copas do Mundo diante dos mexicanos. Em 2014, dentro de casa, a seleção brasileira teve dificuldades e não conseguiu balançar a rede adversária. O goleiro Ochoa, ainda dono da posição, teve grande atuação e parou o ataque formado por Neymar, Hulk e Fred.
Mas, se na Copa o Brasil é soberano no confronto, não dá para dizer o mesmo do histórico recente. Neste século, as equipes se enfrentaram 14 vezes, e os mexicanos levaram a melhor em seis delas. Foram cinco vitórias brasileiras e três empates.
Em competições, o Brasil levou a melhor apenas na Copa América de 2004, nas quartas, e na fase de grupos da Copa das Confederações de 2013 - curiosamente terminou com o título de ambas.