Hospital Socorro realiza primeiras cirurgias de membros superiores

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
As cirurgias ortopédicas de membros superiores no Hospital de Socorro pretende desafogar a carga dos procedimentos no Huse
As cirurgias ortopédicas de membros superiores no Hospital de Socorro pretende desafogar a carga dos procedimentos no Huse

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 05/07/2018 às 07:23:00

 

O Hospital Regional de Nossa Senhora do Socorro, realizou ontem, 04/07, as primeiras cirurgias ortopédicas de membros superiores, o que representa um marco para a unidade hospitalar, que é porta aberta para o atendimento clínico obstétrico e pediátrico. A perspectiva é que a partir da próxima semana sejam realizadas cinco cirurgias de mão por dia, o equivalente a 150 por mês. A iniciativa pretende reduzir a carga de cirurgias no maior hospital público do estado, o Hospital de Urgência de Sergipe(Huse).
A proposta do secretário de Saúde, Valberto Lima, foi atendida pela superintendência do hospital, atendendo a orientação governador Belivaldo Chagas de ampliar o quadro de cirurgias ortopédicas em todo o estado, descentralizando, assim, os serviços. "Agora, população passa a ter mais uma unidade de referência cirúrgica ortopédica, com especialização em mão e o nosso objetivo é que não haja mais fila de espera", explicou Valberto.
O Superintendente do Hospital Regional de Nossa Senhora de Socorro, Oldegar Alves Junior, ressalta a importância desse tipo de procedimento e  explica a logística necessária para adequar o novo serviço. "Organizamos um bloco específico para cirurgia ortopédica, totalmente isolado dos pacientes obstétricos. Temos essa divisão para atender a legislação.  Hoje, iniciamos com dois pacientes com uma projeção de mais três para amanhã. Assim seguiremos até chegar atender cinco por dia", contou.

O Hospital Regional de Nossa Senhora do Socorro, realizou ontem, 04/07, as primeiras cirurgias ortopédicas de membros superiores, o que representa um marco para a unidade hospitalar, que é porta aberta para o atendimento clínico obstétrico e pediátrico. A perspectiva é que a partir da próxima semana sejam realizadas cinco cirurgias de mão por dia, o equivalente a 150 por mês. A iniciativa pretende reduzir a carga de cirurgias no maior hospital público do estado, o Hospital de Urgência de Sergipe(Huse).
A proposta do secretário de Saúde, Valberto Lima, foi atendida pela superintendência do hospital, atendendo a orientação governador Belivaldo Chagas de ampliar o quadro de cirurgias ortopédicas em todo o estado, descentralizando, assim, os serviços. "Agora, população passa a ter mais uma unidade de referência cirúrgica ortopédica, com especialização em mão e o nosso objetivo é que não haja mais fila de espera", explicou Valberto.
O Superintendente do Hospital Regional de Nossa Senhora de Socorro, Oldegar Alves Junior, ressalta a importância desse tipo de procedimento e  explica a logística necessária para adequar o novo serviço. "Organizamos um bloco específico para cirurgia ortopédica, totalmente isolado dos pacientes obstétricos. Temos essa divisão para atender a legislação.  Hoje, iniciamos com dois pacientes com uma projeção de mais três para amanhã. Assim seguiremos até chegar atender cinco por dia", contou.