Jucese integra CGU/SE em sistema de acesso a dados empresariais

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 19/07/2018 às 04:55:00

 

Por meio de termo de cooperação técnica, a Junta Comercial do Estado de Sergipe (Jucese) integrou a Controladoria-Geral da União em Sergipe (CGU/SE), entidade que tem como premissa a transparência e o combate à corrupção, ao sistema "Jucese Conveniados" - ferramenta que possibilita aos órgãos públicos acessar de forma online os dados, os documentos de constituição, alteração e baixa de mais de 120 empresas arquivadas na Junta Comercial. O ato de assinatura do acordo ocorreu nesta terça-feira, 17, na sede da CGU/SE.
 Grande ferramenta de auxílio em investigações judiciais; em processos judiciais e licitatórios, o "Jucese Conveniados" também agrega órgãos como Receita Federal; Procuradoria da Fazenda Nacional; Ministério Público Federal (MPF); Ministério Público Estadual (MPE); Secretaria de Segurança Pública através do Departamento Especializado em Crimes Contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap); Polícia Federal e Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região (TRT20)
 "O "Jucese Conveniados" desde 2015 vem conferido mais agilidade a investigações de importantíssimos órgãos, como o Deotap, o MPE, contribuindo assim para o combate a possíveis fraudes empresariais, crimes contra a sociedade. Por isso, ficamos extremamente felizes em inserir a CGU, significativa instituição pública, em nossa ferramenta", ressalta o presidente da Junta Comercial, George da Trindade Gois.

Por meio de termo de cooperação técnica, a Junta Comercial do Estado de Sergipe (Jucese) integrou a Controladoria-Geral da União em Sergipe (CGU/SE), entidade que tem como premissa a transparência e o combate à corrupção, ao sistema "Jucese Conveniados" - ferramenta que possibilita aos órgãos públicos acessar de forma online os dados, os documentos de constituição, alteração e baixa de mais de 120 empresas arquivadas na Junta Comercial. O ato de assinatura do acordo ocorreu nesta terça-feira, 17, na sede da CGU/SE.
 Grande ferramenta de auxílio em investigações judiciais; em processos judiciais e licitatórios, o "Jucese Conveniados" também agrega órgãos como Receita Federal; Procuradoria da Fazenda Nacional; Ministério Público Federal (MPF); Ministério Público Estadual (MPE); Secretaria de Segurança Pública através do Departamento Especializado em Crimes Contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap); Polícia Federal e Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região (TRT20)
 "O "Jucese Conveniados" desde 2015 vem conferido mais agilidade a investigações de importantíssimos órgãos, como o Deotap, o MPE, contribuindo assim para o combate a possíveis fraudes empresariais, crimes contra a sociedade. Por isso, ficamos extremamente felizes em inserir a CGU, significativa instituição pública, em nossa ferramenta", ressalta o presidente da Junta Comercial, George da Trindade Gois.