PSTU realiza convenção nacional para oficializar as candidaturas de Vera e Hertz à Presidência

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Vera e Hertz são os candidatos do PSTU a presidente e vice
Vera e Hertz são os candidatos do PSTU a presidente e vice

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 19/07/2018 às 05:07:00

 

O Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado realiza na próxima sexta-feira (20) sua convenção nacional para definir a chapa que concorre às eleições presidenciais de 2018. A convenção deve ratificar os nomes de Vera à candidata à Presidência e Hertz vice.
Vera é operária sapateira com longa trajetória no movimento sindical e popular. Originária do sertão pernambucano, Vera se mudou ainda criança para Aracaju com a família fugindo da seca. Na capital sergipana trabalhou como garçonete, datilógrafa, antes de entrar para a fábrica de calçados Azaleia, onde iniciou sua militância sindical. Formou-se em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Sergipe e hoje se dedica à formação política de ativistas do movimento sindical.
Hertz Dias, companheiro de chapa de Vera, é do Maranhão e desde muito cedo se envolveu com o movimento hip hop. É fundador do Movimento Quilombo Urbano, que une o rap e a militância em defesa dos direitos dos jovens negros da periferia. O movimento hoje tem ramificações em várias partes do país. Hertz é, além disso, professor da rede pública de ensino.
Vera e Hertz é a única chapa 100% negra nestas eleições e tem o objetivo de chamar os trabalhadores e o povo pobre deste país a realizar uma rebelião contra esse sistema que explora e oprime a classe trabalhadora e a maioria da população.

O Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado realiza na próxima sexta-feira (20) sua convenção nacional para definir a chapa que concorre às eleições presidenciais de 2018. A convenção deve ratificar os nomes de Vera à candidata à Presidência e Hertz vice.
Vera é operária sapateira com longa trajetória no movimento sindical e popular. Originária do sertão pernambucano, Vera se mudou ainda criança para Aracaju com a família fugindo da seca. Na capital sergipana trabalhou como garçonete, datilógrafa, antes de entrar para a fábrica de calçados Azaleia, onde iniciou sua militância sindical. Formou-se em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Sergipe e hoje se dedica à formação política de ativistas do movimento sindical.
Hertz Dias, companheiro de chapa de Vera, é do Maranhão e desde muito cedo se envolveu com o movimento hip hop. É fundador do Movimento Quilombo Urbano, que une o rap e a militância em defesa dos direitos dos jovens negros da periferia. O movimento hoje tem ramificações em várias partes do país. Hertz é, além disso, professor da rede pública de ensino.Vera e Hertz é a única chapa 100% negra nestas eleições e tem o objetivo de chamar os trabalhadores e o povo pobre deste país a realizar uma rebelião contra esse sistema que explora e oprime a classe trabalhadora e a maioria da população.